(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Ridoval Chiareloto: Missão cumprida na Goiasindustrial

Política Comentários 11 de julho de 2014

O presidente da Goiasindustrial deixou o cargo para assumir a Agência Goiana de Regulação. Na entrevista ao CONTEXTO, Ridoval faz um balanço e fala sobre a sua expectativa com relação às eleições para o Governo em Anápolis


senhor faz do trabalho realizado pelo setor que é responsável em administrar os distritos industriais do Estado?

Ridoval - Na minha gestão, aqui na Goiasindustrial, eu saldei todas as dívidas que tínhamos. Este é um dado. O outro é que, quando entrei, nós tínhamos, aproximadamente 280 empresas instaladas nos distritos industriais em todo o seu período de existência e deixamos 380 devidamente implantadas na minha gestão. Isso é muito positivo. Eu também saldei débitos que haviam com a CELG e com as prefeituras municipais, em relação ao IPTU. E, além de havermos quitado as dívidas, que eram muito altas, deixamos a Goiasindustrial com uma estrutura autossustentável. Até eu mesmo me surpreendi com o relatório que produzimos para ser levado ao conhecimento do Governador, sobre o que foi feito.

Recentemente, o senhor participou de um debate, promovido pela FIEG, para discutir a situação do Distrito Agro Industrial de Anápolis, que é o maior de Goiás e um dos maiores do País. Que avaliação o senhor faz do DAIA?

Ridoval - Dentro do relatório que produzimos, tem muita coisa relacionada ao DAIA. Por exemplo, nós parcelamos uma área de 440 mil metros quadrados destinada à instalação de 49 novas indústrias. Colocamos água e energia no DAIA Norte. E, outra coisa importante que fizemos, foram as modificações nos sistemas de tratamento de água e de esgoto. Inclusive, está em curso uma licitação para se implantar uma nova estação de tratamento. Quando o DAIA foi criado, a gente não sabia que teria tantas empresas. Cresceu muito. Foi feita uma ETE (estação de tratamento de esgotos) para atender a cerca de 40 a 50 indústrias e, hoje, são 150. Então, temos de estar atentos ao que acontece. Mas, nós fizemos muitas outras coisas. Só para que se tenha uma ideia, investimos R$ 32 milhões em Anápolis. Parece pouco, mas é muito e está tudo comprovado.

O anel viário do DAIA, continua em andamento?

Ridoval - Sim, continua em andamento. É uma obra orçada em R$ 12 milhões. No começo, ela esteve um pouquinho em marcha lenta. A empresa que começou não foi adiante e, agora, nós temos uma empresa que está tocando o serviço que é uma empresa grande e não vai ter problema nenhum, pois já tem o dinheiro em caixa para pagar.

A política industrial de Goiás está consolidada? Para onde ainda podemos avançar?

Ridoval - Eu acho que a política de industrialização nunca para. E, hoje, os atrativos maiores são os incentivos fiscais. E, quem coordena a política e o dinamismo é o Governador. A equipe tem que trabalhando de acordo com o pensamento do Governador, para que não deixe de atender bem aos empresários. Nós podemos analisar pelo resultado do PIB. Goiás foi um dos estados que mais aumentou o seu produto interno bruto. Isso acontece porque tem uma política de incentivos e uma política empresarial correta e porque é um Governo que tem credibilidade, pois, se não tiver seriedade naquilo que se conversa, eles (os empresários) não vêm e não se sentem seguros para fazerem os seus investimentos em Goiás.

Em relação a Anápolis, a industrialização está no caminho certo?
Ridoval - A cidade de Anápolis é a melhor para se fazerem investimentos. Porque eu falo isso? Tem uma coisa que muita gente não fala é que nós temos em Anápolis um grande patrimônio de Goiás, que são as faculdades e universidades, que mais geram empregos e riquezas. São elas as responsáveis em consolidar as nossas indústrias. Isso dá segurança para que os empresários se instalem no Município que tem, também, o Porto Seco e a Plataforma Logística Multimodal. Nós estamos muito bem localizados e temos uma excelente estrutura. Estrategicamente nem se fala, porque se pegarmos num raio de 1.200 quilômetros, temos ao redor 65% do PIB brasileiro, com cerca de 130 milhões de consumidores. Hoje, quando vai colocar uma indústria ou ter uma logística boa, o empresário não quer ir para o Norte ou para o Sul. Ele quer vir para o Centro Oeste para atender ao mercado. Fora, ainda, o fato de que Goiás tem um clima excelente, água em abundância e uma série de outras coisas que favorecem. E é o único lugar no Brasil em que existe uma capital 200 quilômetros distante uma da outra. Temos, na história, o discurso do Ex-Governador Henrique Santillo, que dizia que nós estamos no portal da Amazônia e que o desenvolvimento tem que passar por Goiás. E outra é a do Ex-Prefeito Anapolino de Faria que dizia que Anápolis é a Shangrilá, a terra da promissão. Anápolis é o trevo nacional.

O senhor está agora assumido a presidência da Agência Goiana de Regulação. O que espera encontrar neste novo desafio?

Ridoval - O desafio é bom quando a gente acredita naquilo que faz. Eu estou preparado, tranquilo. Não tenho medo de enfrentar esse desafio. Sei que vamos tratar de assuntos muito sérios, com relação ao transporte interestadual, as organizações sociais que respondem por importantes unidades de saúde do Estado, temos a fiscalização da CELG, da Saneago. Então, é uma Pasta bem mais pesada. Mas, o Governador me pediu que aceitasse esse desafio e estou indo para fazer o melhor neste período que vou ficar lá.

Para encerrar, uma pergunta política: o senhor vai participar, e de que forma, da campanha eleitoral deste ano, especialmente, em Anápolis?

Ridoval - Sim, estarei participando. Não vou ser coordenador, porque não posso em função das minhas atribuições no Governo do Estado. Mas, vamos acompanhar e, naquilo que for possível, vamos levar o nome do Governador Marconi Perillo, como sempre o fizemos. Anápolis tem por ele uma grande estima e nós queremos que ele tenha uma boa votação no Município. Vai ser surpresa de novo, vocês podem escrever.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Câmara homenageia professores com a outorga de comendas

20/10/2017

A Câmara Municipa, realizou, na última terça-feira,17, no Teatro São Francisco, sessão solene para a outorga da Comenda ...

Justiça faz trocar armas com defeito

20/10/2017

O juiz de direito da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Ricardo Prata, acatou ação impetrada pelo Governo de Goiás e d...

Governo faz homenagem a jovens com a comenda

20/10/2017

A ação transformadora da juventude e a reafirmação das liberdades democráticas foram destacadas pelo governador Marconi ...

Baldy relata projeto de fiscalização em insntituições financeiras

19/10/2017

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira (18), o projeto de lei que aumenta o poder de Banco Central do B...