(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Restituição a 102 mil contribuintes

Geral Comentários 16 de fevereiro de 2018

Na quinta-feira, 15, foi feito o pagamento dos lotes residuais das declarações entre 2008 e 2017


A Receita Federal fez, nesta quinta-feira (15), o pagamento dos lotes residuais das declarações recebidas entre 2008 e 2017. Para saber se sua declaração foi liberada, é só acessar o site da Receita Federal, baixar o aplicativo para celular e smartphone ou ligar para o Receitafone, no número 146. Os valores foram corrigidos pela taxa básica de juros da economia, a Selic.
De acordo com a Receita, o dinheiro ficará disponível no banco por um ano. Se, ao fim desse período, o contribuinte não fizer o resgate do valor, deve pedir pela internet, pelo Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição ou no e-CAC. No total, serão pagos R$ 210 milhões. Do total de pessoas que vão receber o crédito, 20 mil são idosos e 1,7 mil têm alguma deficiência física ou mental ou doença grave.

PARA NÃO CAIR NA
MALHA FINA:
1. Salários de dezembro não entram na declaração se forem pagos em janeiro. Ou seja: se o valor recebido pelo trabalho efetuado em dezembro de 2017 for recebido após o dia 31 de dezembro, ele só deve ser declarado em 2019, pois foi recebido em janeiro deste ano.
2. Não se esqueça de incluir os centavos na hora de declarar os valores, separados com vírgula. Se você teve rendimentos de R$ 10 mil durante o ano, na declaração deve constar: R$ 10.000,00
3. Não deixe para a última hora. Fique atento ao prazo e aproveite para enviar a declaração com antecedência, para que não falte nem sobre nada.
4. Declare tudo o que de fato recebeu e pagou. Se você tem mais de uma fonte de renda, não se esqueça que a Receita cruza informações declaradas pelas pessoas físicas com aquelas declaradas pelas empresas. Se nessa equação constar que você recebeu valores que não declarou, haverá problemas.
5. Crianças, idosos e outros dependentes só podem entrar em uma única declaração. Além disso, é indispensável declarar também os rendimentos dos dependentes, quaisquer que sejam.
6. Cuidado na hora de declarar despesas médicas. Novamente: a Receita cruza informações declaradas, então, médicos, clínicas, laboratórios e planos de saúde também vão declarar o que você pagou. No caso específico dos planos de saúde, não declare despesas de pessoas que não são suas dependentes.
7. Saiba o que é dedutível ou não. Consulte o site da Receita Federal ou o Receitafone caso tenha alguma dúvida. Alguns exemplos de despesas não dedutíveis são: academia, cursinhos, remédios, cirurgias plásticas etc. Se você possui algum investimento ou aplicação financeira, declare todas. As instituições financeiras vão enviar todas as informações à Receita.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Secretaria de Cultura tem inscrição para ciclo de oficinas

10/01/2019

O aperfeiçoamento técnico e artístico na sétima arte é um dos focos do Anápolis Festival de Cinema (AFC). As inscriçõ...

Havan registra R$ 7 bilhões de faturamento em 2018

10/01/2019

O grupo Havan comemora os excelentes resultados obtidos em 2018. As 120 lojas (uma delas em Anápolis), juntas, somaram um fa...

Especialista dá dicas para comprar bem e economizar

10/01/2019

Para quem tem filhos, um dos maiores gastos do início do ano, sem dúvida, é o material escolar. A situação pode ficar ai...

Aprovada lei que exige identificação biométrica nos estádios em Goiás

10/01/2019

O Governador Ronaldo Caiado (DEM) sancionou sua primeira lei e a primeira do ano de 2019, no último dia 03, quinta-feira. Ap...