(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Residencial Copacabana recebe plantio de mudas de árvores

Geral Comentários 08 de dezembro de 2017

Mais de 4 mil mudas de espécies frutíferas vão ajudar na recuperação de áreas degradadas e no aumento do verde na região


Preservar o meio ambiente e cuidar do planeta. Foi com esta disposição que estudantes do 1º e 2º ano do Ensino Médio do Colégio Delta encararam a experiência vivida na tarde desta quarta-feira, 6. Eles iniciaram o plantio de mudas de árvores frutíferas do cerrado – de um total de quatro mil – em área pública municipal localizada no Residencial Copacabana. O “plantaço”, assim batizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, integra o projeto Pró-Água, criado com o objetivo de recuperar áreas degradadas do município, sempre no modelo de parceria.
O primeiro Plantaço contou com parceiros como a Ambev, a Jofege (que forneceu os insumos), o Colégio Delta, que participa com 165 alunos e a doação de duas mil mudas; além da Ala 2, parceiro de primeira hora do projeto e que entrou com a mão de obra para o plantio. Os estudantes, cerca de 165, se envolveram com a proposta e deixaram na terra sua marca para o futuro.
No local escolhido para o plantio das mudas existe uma horta comunitária e, futuramente, a Prefeitura vai instalar o Viveiro Municipal. O trabalho no Residencial Copacabana vai transformar a área, que chegou a ser invadida e ocupada por plantações particulares, em uma agrofloresta.
O modelo consiste em estabelecer uma floresta, como indica o nome, mas formada de várias árvores frutíferas como pequi, mangaba, guapeva, bacava e murici. “E o mais interessante é que o projeto é desenvolvido por meio de parcerias com a comunidade, empresas e instituições da cidade”, destaca Antônio Zayek, diretor de Limpeza Urbana, Parques e Jardins da Prefeitura.

PROJETO
O Pró-Água objetiva recuperar áreas degradas do município, sempre no modelo de parceria. Além do Plantaço, desenvolve ações paralelas contínuas focadas nas nascentes. Atualmente já há cinco trabalhos em curso nos ribeirões Piancó e João Leite, principalmente, mas também no Antas, próximo à região da Ambev. “Nós registramos os produtores rurais interessados em colaborar nessa recuperação e garantimos a assistência técnica e eles cuidam. Estamos plantando 500 mudas em cada nascente”, detalha Antônio Zayek.
Com as equipes da Prefeitura em ação e a participação efetiva dos parceiros, o coordenador do Pró-Água acredita no sucesso do projeto de preservação ambiental. “É uma necessidade. A água precisa entrar no chão e a gente tem que aumentar o número de árvores para se tornar sustentável”, fala Zayek apontando para a meta ousada do projeto: plantar um milhão de árvores até o final da atual gestão municipal.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Cidades têm até abril de 2019 para elaborarem planos de mobilidade

19/01/2018

Os municípios brasileiros que ainda não possuem planos de mobilidade urbana terão até abril de 2019 para elaborar. O novo...

Blogueira lança calendário

19/01/2018

Acontece na próxima segunda-feira, 22, o lançamento do Calendário 2018 da Casa Joana, instituição anapolina que trabalha...

UEG: concurso para professores de Direito e Medicina

19/01/2018

A Universidade Estadual de Goiás (UEG) torna público o Edital de abertura do concurso público para o cargo de docente de e...

Prefeitura lança projeto “Jovem conectado no campo”

19/01/2018

A Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Governo, apresentou na manhã desta terça-feira, 16, o proje...