(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Remédio homeopático atua contra a doença

Saúde Comentários 09 de outubro de 2014

Fórmula homeopática contra a dengue é produzida na farmácia do Hospital de Medicina Alternativa


A homeopatia é uma alternativa na prevenção e tratamento contra a dengue em Goiás. A fórmula de um medicamento a conta-gotas que fortalece o sistema imunológico e reduz a gravidade dos sintomas no organismo e a letalidade da doença é produzida atualmente pela farmácia do Hospital de Medicina Alternativa (HMA). O diretor técnico do HMA, Danilo Maciel, esclarece que não se trata de uma vacina. “Na verdade, esta fórmula é bastante tradicional e usada há mais de dez anos. No Brasil ela foi sistematizada pelo médico homeopata Renan Marino, natural de São José do Rio Preto (SP), que já a utilizou nos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás e até no exterior, no México e em Cuba. Os resultados positivos fomentaram a produção de artigos científicos e teses sobre o assunto, com reconhecimento no meio”, diz.
O composto homeopático é formado pela combinação de três medicamentos, de origens animal, mineral e vegetal. “Nós elegemos a fórmula em 2011 após uma reunião no Conselho Regional de Medicina de Goiás com a presença de vários especialistas em dengue, infectologia e saúde pública, onde estudamos o quadro clínico mais comum. E até agora ela está se mantendo porque não houve alteração neste quadro. Mas podem vir a existir diferenças na fórmula de um ano para o outro, porque medicamento homeopático é eleito de acordo com o quadro sintomatológico da doença.”, afirma.
Idealizado pela Secretaria da Saúde (SES) e desenvolvido em 2013 pelo HMA, o projeto Dengue e a Homeopatia está atualmente na terceira etapa e já beneficiou aproximadamente 200 mil pessoas em mais de 75 municípios goianos selecionados em função da maior incidência dos casos e riscos de epidemia como Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis. De acordo com o diretor, o trabalho foi amplamente divulgado para as regionais da SES e os municípios interessados podem fazer adesão espontaneamente contatando a Secretaria. Os medicamentos são distribuídos gratuitamente pelo Estado. O custo para a produção do frasco de 30 ml é muito baixo – R$ 1,60 – e cada unidade pode atender até 300 pessoas. O HMA tem capacidade de produzir até 10 mil frascos mensalmente.
A principal vantagem é o uso da fórmula para a profilaxia, a prevenção. Antes mesmo de a pessoa ser picada pelo mosquito Aedes aegypti e contrair o vírus da dengue, ela recebe uma dose única via oral com apenas duas gotas no posto de saúde do município onde mora. “O medicamento protege o organismo contra as reações mais graves da dengue e previne as complicações mais graves como as hemorragias e até mesmo a morte. Então, a pessoa pode ter uma reação mais branda e em alguns casos a doença passa até desapercebida”, ressalta.
O complexo homeopático também pode ser administrado para pacientes diagnosticados com dengue em doses sucessivas. Neste caso, o paciente pode levar o frasco para casa para prosseguir o tratamento – cinco gotas quatro vezes ao dia durante dez dias. O diretor garante que a resposta do organismo é imediata.

Redução
O projeto caminha para a quarta etapa e a previsão é alcançar mais 70 municípios goianos que compõem regiões endêmicas da doença. Goiás é pioneiro no sentido de disponibilizar a fórmula gratuitamente em nível estadual. Relatórios da SES apontam redução de até 65% de novos registros de infecção por dengue nos municípios que aderiram ao projeto. Danilo afirma que a população precisa se livrar de preconceitos contra a homeopatia. “O preconceito vem especialmente do desconhecimento e da postura do ‘não conheço, não gosto’. Mas existem pesquisas, estudos e estamos com relatórios de diversos municípios de Goiás com resultados muito bons de redução”.
Os medicamentos homeopáticos são altamente diluídos e não provocam intoxicação ou efeitos colaterais. Além disso, eles não contêm material microbiológico (como vírus ou bactérias) e não desencadeiam reações autoimunes. A dengue é uma doença que ainda não tem vacina nem tratamento específico. O que existe é um tratamento de suporte, que não deixa de ser agressivo e bastante complicado porque nesse caso a dipirona é reconhecidamente tóxica, o AAS não deve ser utilizado e o paracetamol pode provocar complicações. A homeopatia é uma opção segura, que vem se comprovando eficaz e barata. Não vemos motivos para que as pessoas insistam no preconceito”, esclarece.

Tipos de dengue
Febre alta com início súbito; forte dor de cabeça; dor atrás dos olhos, que piora com o movimento dos mesmos; perda do paladar e apetite; manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores; náuseas e vômitos; tonturas; extremo cansaço; moleza e dor no corpo; muitas dores nos ossos e articulações.
Os sintomas da dengue hemorrágica são os mesmos da dengue comum. A diferença ocorre quando acaba a febre e começam a surgir os sinais de alerta: dores abdominais fortes e contínuas; vômitos persistentes; pele pálida, fria e úmida; sangramento pelo nariz, boca e gengivas; manchas vermelhas na pele; sonolência, agitação e confusão mental; sede excessiva e boca seca; pulso rápido e fraco; dificuldade respiratória e perda de consciência.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Região de Anápolis mantém baixa em novos casos de dengue

21/09/2017

Anápolis pode fechar 2017 com bons indicadores em relação à dengue. Desde o início do ano, o Município mantém uma baix...

Hospital de Urgências capta coração para transplante pela primeira vez

31/08/2017

Pela primeira vez em sua história, o Hospital de Urgências de Anápolis “Doutor Henrique Santillo” promoveu o transplan...

Oferta de leitos de UTI será ampliada

24/08/2017

A falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Anápolis está sendo enfrentada de forma prioritária. A secretá...

Saúde da Família integra programa contra o tabagismo

24/08/2017

O programa Estratégia de Saúde da Família, da Secretaria Municipal de Saúde já conta com a adesão de 100% das equipes d...