(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Região acusa sensível aumento de tributos federais

Impostos Comentários 20 de julho de 2017

No semestre, crescimento da arrecadação fazendária mais a previdenciária foi de 6,26%, índice considerado satisfatório


Acompanhando o que ocorreu no conjunto das 10 regiões fiscais do País, a arrecadação fazendária de tributos e contribuições federais na área de atuação da Delegacia da Receita Federal de Anápolis aumentou 43,95% em junho, quando comparada com o mesmo período de 2016. No mês, foram arrecadados R$ 167.435 milhões ante R$ 116.312 milhões em junho do ano anterior, o que corresponde a uma receita adicional de R$ 51.123 milhões.
Os números foram divulgados pela Equipe de Previsão e Análise da Arrecadação da 1ª Região Fiscal, da qual a Delegacia de Anápolis faz parte, juntamente com a arrecadação Previdenciária de julho e o desempenho acumulado no primeiro semestre deste ano e de 2016 em todas as suas unidades. Em junho, a arrecadação previdenciária da Delegacia de Anápolis aumentou 6,84%, passando de R$ 132.622 milhões para R$ 141.691 milhões, o que significa uma receita adicional de R$ 9.069 milhões. Juntas, a soma da arrecadação fazendária mais a previdenciária totalizaram em junho R$ 309.127 milhões, ante R$ 248.934 milhões, o que corresponde a um crescimento de 24,18% ou uma arrecadação adicional de R$ 60.193 milhões.
De janeiro a junho, a arrecadação fazendária acumulada na área de atuação da Delegacia de Anápolis já soma uma receita de R$ 1.024 bilhão, contra R$ 953.282 milhões no primeiro semestre do ano anterior, o que representa um aumento der 7,47% ou uma arrecadação adicional de R$ 71.231 milhões. No mesmo período, a arrecadação previdenciária acumulada já totaliza R$ 802.488 milhões, ante R$ 766.082 milhões de janeiro a junho de 2016, o que significa um aumento de 4,75% ou uma arrecadação adicional de R$ 36.404 milhões.
A arrecadação fazendária mais a arrecadação previdenciária acumuladas no primeiro semestre deste ano já somam R$ 1.827 bilhão. No mesmo período do ano anterior as duas arrecadações somaram R$ 1.719 bilhão, o que representa um crescimento de 6,26% ou uma receita adicional de R$ 107.637 milhões.
POSIÇÕES
Devido a estes resultados, a Delegacia da Receita Federal de Anápolis ficou na quinta posição no ranking das unidades da 1ª Região Fiscal que mais arrecadaram no primeiro semestre deste ano. Com uma grande diferença entre a segunda colocada, a liderança ficou com a Delegacia de Brasília, com uma arrecadação de R$ 57.861 bilhões e um aumento de 5,06% em relação ao mesmo período de 2016. A segunda posição ficou com a Delegacia de Goiânia, que arrecadou R$ 7.718 bilhões e um crescimento de 12,27%.
A Delegacia de Cuiabá ficou na terceira posição com uma arrecadação de R$ 5.002 bilhões e um incremento de 10,10%, seguida pela Delegacia de Campo Grande, que arrecadou de janeiro a junho R$ 2.484 bilhões, com um aumento de 5,98%, vindo depois a Delegacia de Anápolis na quinta colocação com uma arrecadação acumulada de R$ 1.827 bilhão e um crescimento de 6,28%.
Pela ordem, vêm a seguir a Delegacia de Palmas (TO), com uma arrecadação acumulada no primeiro semestre de R$ 1.2016 bilhão e um incremento de 6,35% e a Delegacia de Dourados (MS), com uma arrecadação de R$ 989.929 milhões e um aumento de 6,91%.
Em todo o País, a arrecadação federal de impostos se manteve alinhada com os indicadores econômicos, o que sinaliza a retomada da economia no período de janeiro a junho. No mês, foram arrecadados 104,1 bilhões, um aumento real de 3% na comparação com o resultado do mesmo mês de 2016. No primeiro semestre, a arrecadação total foi de R$ 630.807 bilhões, significando uma queda real de apenas 0,20% em relação ao primeiro semestre do ano passado.

Autor(a): Ferreira Cunha

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Impostos

Definido o calendário fiscal do Município

10/01/2019

A Prefeitura publicou, no Diário Oficial, o calendário fiscal determinando os limites de vencimento dos tributos, taxas, re...

Proposta quer extinguir 10 tributos como o IOF e a Cofins

13/12/2018

A comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou, esta semana, um projeto de reforma tributária que substitui dez dos a...

Anápolis: quinta cidade que mais arrecadou IPTU no Centro Oeste

13/12/2018

Todos os municípios do Centro Oeste, analisados “Multi Cidades - Finanças dos municípios do Brasil”, divulgado pela Fr...

Arrecadação estadual por Anápolis cresceu 17,79 % no ano passado

25/01/2018

A arrecadação de tributos e contribuições estaduais na área de atuação da Delegacia Regional de Fiscalização de Aná...