(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Reforço policial não inibe onda de assassinatos

Violência Comentários 10 de maro de 2016

Comerciante morto a tiros na Avenida Tiradentes em plena luz do dia


Na semana em que o Governo do Estado, através da Secretaria de Segurança Pública lançou uma grande ofensiva contra o crime em Goiás, a sociedade anapolina foi abalada por vários crimes contra a pessoa, com destaque para um homicídio praticado às duas e meia da tarde, em uma da mais movimentada vias públicas da Cidade. Foi o assassinato do comerciante Lucas Freitas Costa, de 21 anos, proprietário de um chaveiro (fábrica de chaves) na Avenida Tiradentes, região central da Cidade. Ele estava em seu estabelecimento, quando chegou um carro FIAT Pálio, segundo testemunhas, ocupado por três homens, estacionou bem em frente. Um dos passageiros desceu de arma em punho e fez vários disparos contra a vítima que morreu na hora. Chamou a atenção de algumas pessoas, o fato de o carro não ter a placa traseira, o que dificultou uma identificação mais detalhada. No entanto, na quinta-feira, 10, a Polícia Civil anunciou um suspeito do crime. Trata-se de um homem com quem a vítima teria uma antiga rixa por questões familiares.
Outro homicídio em via pública foi registrado no Bairro São Lourenço. Marcelo Fernando dos Santos, 32 anos, foi alvejado com diversos projéteis disparados do interior de um carro branco, que testemunhas não souberam precisar marca e modelo. Ele estava em companhia de Francisco de Abreu, 37 anos, que, também, foi alvejado com dois disparos, mas, sobreviveu. Já, Marcelo que, também, levou dois tiros no tórax, morreu na hora. Sua esposa disse que ele havia saído de casa minutos antes, com cerca de mil reais no bolso. Mas, nem o dinheiro, nem a carteira foram localizados pela Polícia. Igualmente, a Delegacia de Homicídios iniciou investigações para apurar causa e autoria desse crime.
E, na tarde de quinta-feira, 10, outro homicídio chocou a opinião pública em Anápolis. Fernando dos Santos Freire, vulgo “Formiga”, foi morto a tiros (mais de 20 disparos) quando chegava em casa no Bairro São João. Ele estava em companhia de uma criança de dois anos que, no entanto, saiu ilesa. Fernando foi retirado do carro, um Celta branco, por um homem desconhecido e recebeu a saraivada de balas.
E, na região de Anápolis, dois outros assassinatos chamaram a atenção durante a semana. Um deles foi o latrocínio (roubo seguido de morte) praticado contra o comerciante Denilson Gomes dos Santos, morador em Terezópolis de Goiás (25 quilômetros de Anápolis), proprietário de um churrasquinho. Segundo seu irmão, Divino Gomes dos Santos Denilson estava em companhia do cunhado de nome Eudes, tomando cervejas depois de haver fechado o estabelecimento para o público. Foi quando surgiram três elementos fortemente armados e deram voz de assalto. Mesmo sem reagir, o cunhado de Denilson (Eudes) foi alvejado na cabeça, mas a bala cortou, apenas, o coro cabeludo e ele não teve maiores consequências. Já Denilson levou um tiro que transfixou sua clavícula e ele morreu no local, antes de receber socorro. A morte do comerciante foi bastante comentada em Terezópolis, onde ele desfrutava de bom conceito.
Já em Alexânia, cidade componente da Terceira Regional de Polícia Civil, com sede em Anápolis, foi registrado o assassinato de Edinei Morais Freire, 23 anos. Quem comunicou o fato foi sua irmã, Eleni Freitas, Segundo ela, Ednei era usuário de drogas, mas não ela não tinha conhecimento de qualquer inimizade ou rusga que o envolvesse.

Autor(a): Da Redação

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Violência

Operação conjunta prende suspeitos de homicídios

10/08/2017

Operações realizadas pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da Polícia Civil, de Anápolis e Luziânia, cumprir...

O que mudou 11 anos depois de aprovada a Lei “Maria da Penha

03/08/2017

Embora se admita que o sexo feminino tenha experimentado mais poderes na última década, a Lei Maria da Penha, que completar...

Índice de mortes violentas ainda assusta a população anapolina

28/07/2017

A aparente tranquilidade que vinha sendo registrada no que diz respeito aos crimes contra a vida, em Anápolis, foi interromp...

Vereador do PSDB alerta sobre onda de assaltos em farmácias

06/07/2017

Os proprietários e funcionários de farmácias de Anápolis vivem com medo com a frequência de assaltos nos estabelecimento...