(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

RedIndústria: Projetos prioritários para a indústria são debatidos

Economia Comentários 06 de fevereiro de 2015

Goiás participa do Conselho de Assuntos Legislativos da CNI, que acompanha todos os projetos que tramitam no Congresso Nacional, de interesse do setor produtivo


A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) marcou forte presença no Seminário RedIndústria, realizado entre os dias 03 e 04 últimos, no Centro de Eventos Unique, em Brasília, pela Confederação Nacional da Indústria. O encontro, que reuniu mais de 200 empresários de todo o País, teve como um dos principais objetivos a construção da Agenda Legislativa de 2015, para pautar as principais demandas da indústria brasileira junto ao Congresso Nacional.
A comitiva da Fieg foi composta pelo vice-presidente da entidade, Wilson de Oliveira, também presidente da Regional Anápolis e do Sindicato das Indústrias de Alimentação de Anápolis (SindAlimentos); Heribaldo Egídio, 2º diretor secretário e presidente do Sindicato das Indústrias Farmacêuticas no Estado de Goiás (Sindifargo); Célio Eustáquio de Moura, presidente do Sindicato das Indústrias da Construção, Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica do Estado de Goiás (Sindicel); o empresário Pedro Bittar; Patrícia Oliveira, coordenadora administrativa da Fieg Regional Anápolis e o articulador do Sistema Fieg, Darlan Siqueira. A comitiva também contou com a participação do presidente executivo do Sindifargo, Marçal Henrique Soares; do economista Cláudio Henrique e da técnica Elaine Farinelli, estes três últimos representaram a Federação, durante todo o seminário, nas atividades de grupos temáticos para a elaboração da Agenda Legislativa de 2015.
O Seminário RedIndústria foi aberto pelo presidente do Conselho de Assuntos Legislativos (CAL/CNI), Paulo Afonso Ferreira que é, também, membro nato da diretoria da Fieg. Na oportunidade, em seu discurso, ele alertou os empresários a necessidade de estarem atentos aos acontecimentos no Congresso Nacional. “É inconcebível a retomada de propostas que venham a aumentar a carga tributária, como a recriação da CPMF”, defendeu. Ele considera mais urgente os projetos que venham contribuir com a redução da burocracia, a modernização da legislação trabalhista e a simplificação do sistema tributário em vigor.
O evento teve vários palestrantes em destaque, dentre eles, o jornalista Kennedy Alencar; o deputados federais José Carlos Aleluia (DEM-BA) e Henrique Fontana (PT-RS), líder do governo na Câmara e o senador Cássio Cunha Lima (PB), líder do do PSDB no Senado.

Encontro com Baldy
Durante a permanência em Brasília, parte da comitiva foi recebida em gabinete pelo deputado federal Alexandre Baldy (PSDB), que foi eleito para o primeiro mandato. No encontro ele se colocou à disposição da Fieg e destacou o importante papel desempenhado pela entidade, na defesa dos interesses da indústria de Goiás. Estiveram presentes no encontro o vice-presidente Wilson de Oliveira; o presidente do Sindifargo, Heribaldo Egídio e o presidente do Sindicel, Célio Eustáquio.
Wilson de Oliveira avaliou como “extremamente positiva” a participação da Fieg no Seminário RedIndústria. Representante da Federação junto ao CAL/CNI, ele ressaltou que a Agenda Legislativa é um instrumento importante de acompanhamento de todas as leis que tramitam na Câmara Federal e Senado e que estão relacionadas aos interesses da indústria. E, conforme observa, mais do que acompanhar é necessário cobrar dos deputados e senadores a provação de uma legislação que modernize a economia nacional e desonere o empresariado da alta carga tributária que atualmente é imposta.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...