(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Rede pública concentra a maioria dos estudantes

Educação Comentários 04 de janeiro de 2013

Dados do IBGE mostram que essa é uma realidade para quase todos os níveis de ensino, se invertendo no grau superior


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou dados do Censo de 2010, relativos à educação. Em Anápolis, segundo o levantamento, com base em dados daquele ano, havia 97.200 pessoas frequentando instituições de ensino públicas e privadas, nos seguintes níveis: creche (Educação Infantil); pré-escola; classe de alfabetização; alfabetização de jovens e adultos; ensino regular fundamental; educação de jovens e adultos do ensino fundamental; ensino médio regular; educação de jovens e adultos do ensino médio, graduação superior e especialização de nível superior.
De acordo com o IBGE, o número de pessoas na rede pública somou 64.149, representando 66% do total. Já, o volume de pessoas na rede particular somou 33.051, ou, 34% do total.
Levando-se em conta os níveis levantados, o resultado da pesquisa apontou que 1.142 alunos estavam frequentando creches públicas e, 626, particulares. Na pré-escola, o número de estudantes na rede particular foi de 3.416, contra 2.538 na rede pública. Os frequentadores das classes de alfabetização pública somaram 2.747, contra 1.741 da particular. A Alfabetização de Jovens e Adultos na área pública somou 574 matriculados, não havendo registro para a rede privada. Quanto à Educação de Jovens e Adultos (EJA) do ensino fundamental, os números foram os seguintes: 2.990 na rede pública e 345 na rede particular. O EJA, no ensino médio, teve 3.203 matriculados na rede pública e 382 na rede privada.
Em relação ao ensino regular, os dados da pesquisa mostram que a rede pública acolhe número bem superior. No ensino fundamental, por exemplo, foram registrados 34.699 alunos no levantamento, contra 10.534 do setor particular, ou seja, mais do que o triplo. No ensino médio, a distância é ainda maior, foram 13.193 frequentadores de escolas públicas, contra 2.927 das escolas particulares.
No ensino superior, a situação já se inverte, segundo o levantamento, em 2010, o número de matriculados em instituições de graduação particulares somou 11.962, contra 2.955 da rede pública. Os estudantes de especialização em nível superior na rede particular foram 1.118, contra apenas 138 de instituições públicas.

Cor e raça
Os dados do IBGE trouxeram, ainda, dados sobre as pessoas com 10 anos ou mais levando-se em consideração o nível de instrução, cor ou raça. Conforme a pesquisa, o número de pessoas declaradas brancas, sem instrução, ou, com o ensino fundamental incompleto, somaram 51. 206. Os declarados pardos, 65.234; os declarados de cor preta, 8.315 e os declarados amarelos, 1.504. Os que possuíam ensino fundamental completo, ou médio incompleto, foram: de cor branca, 24.113; de cor preta, 3.116; de cor amarela, 990; e de cor parda, 27.147. Os que possuíam ensino médio completo, e superior incompleto, somaram: de cor branca, 37.513; de cor preta, 3.941; de cor amarela, 1.502; e de cor parda, 34.440. Os que possuíam o grau de ensino superior completo somaram: de cor branca, 16.279; de cor preta, 730; de cor amarela, 372; e de cor parda, 7.982.
Segundo o IBGE, no Censo de 2010, segundo a cor da população, apurou-se: 157.378 pessoas declararam-se pardas (47%); 154.201 declararam-se brancas (46,1%); 17.770 declararam-se pretas (5,3%); e 4.968 declararam-se amarelas (1,5%).

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Educação

Atlas Escolar envolve escolas e universidades

08/11/2018

A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Educação, e as universidades Estadual de Goiás (UEG) e Federal de Goiás...

Pesquisadores da UniEVANGÉLICA realizam trabalho inédito no Direito

02/11/2018

O Núcleo de Pesquisa em Direito da UniEVANGÉLICA (NPDU) realiza há quatro meses um trabalho inédito para uma instituiçã...

Cursinho PreparaAção realiza aulão musical com cerca de 400 alunos

02/11/2018

O Aulão Musical, organizado pelo PreparAção – cursinho oferecido pela Prefeitura de Anápolis – reuniu mais de 400 est...

Curso de Medicina da UniEVANGÉLICA tem selo SAEME de qualidade de ensino

25/10/2018

“O nosso desejo é que o aluno não seja apenas tecnicamente formado, mas que seja um cidadão bem formado, tenha valores ...