(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Rede municipal alcançou bons índices na avaliação do MEC

Educação Comentários 24 de agosto de 2012

Levantamento mostra que nos anos iniciais do ensino fundamental, a média ficou bem acima da meta


O Ministério da Educação (MEC) divulgou esta semana o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2011. O levantamento mostra que os anos iniciais (até 4ª série do ensino fundamental) das escolas municipais de Anápolis alcançaram média de 5.2. O número está acima da meta estipulada que era de 4.9. Nos anos finas (5ª a 8ª série) a média foi de 4.2, ficando um ponto acima da meta estabelecida para o período.
O índice alcançado pela rede municipal de ensino é motivo de comemoração. A secretária municipal de Educação, Virgínia Melo, destaca que os números representam um salto na qualidade do ensino em Anápolis. Ela lembra que o resultado alcançado nos anos iniciais é igual a meta estabelecida para o ano de 2013. “Significa que estamos no caminho certo e que as nossas escolas estão atentas e acompanhando o processo pedagógico bem de perto”, comenta.
Quanto aos anos finais, Virgínia Melo relata que, nos últimos dois anos, houve uma evolução que representou o aumento de dois pontos no índice do Ideb. “Isso é fruto da valorização dos professores, do nosso plano de cargo e salários, dos investimentos nas escolas e a utilização de novas ferramentas para o uso educacional”, diz. A secretária ressalta que todos os investimentos realizados no setor resultam no empenho dos professores e, consequentemente, no melhor aprendizado dos alunos.
Conseguir alcançar boas notas no Ideb é a comprovação de que o ensino em Anápolis tem melhorado substancialmente. Virgínia Melo expõe que as crianças são os maiores beneficiados. “Sem dúvida estamos trabalhando o futuro dessas crianças. Vamos manter esse ritmo oferecendo sempre a melhor qualidade de ensino em nossas escolas”, garante.


Ideb
O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi criado em 2007 para medir a qualidade de cada escola e de cada rede de ensino. O indicador é calculado com base no desempenho do estudante em avaliações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em taxas de aprovação. Assim, para que o Ideb de uma escola ou rede cresça é preciso que o aluno aprenda, não repita o ano e frequente a sala de aula.
Para que pais e responsáveis acompanhem o desempenho da escola de seus filhos, basta verificar o Ideb da instituição, que é apresentado numa escala de zero a dez. Da mesma forma, gestores acompanham o trabalho das secretarias. O índice é medido a cada dois anos e o objetivo é que o País, a partir do alcance das metas, tenha nota 6 em 2022 – correspondente à qualidade do ensino em países desenvolvidos.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Educação

Saúde na Escola atende a quase 40 mil estudantes

20/10/2017

A Prefeitura de Anápolis, em parceria com o Governo Federal, está desenvolvendo o Programa de Saúde na Escola (PSE), um co...

Oficinas gratuitas oferecidas no programa Semana Cidadã

06/10/2017

A 1ª edição da Semana Cidadã, uma parceria entre a UniEVANGÉLICA e a Prefeitura Municipal de Anápolis, através da Secr...

UEG abre inscrições para o vestibular de 2018

28/09/2017

Estão abertas até o dia 10 de outubro, as inscrições para o Processo Seletivo Vestibular 2018/1 da Universidade Estadual ...

Encontro faz elo entre empresas e instituição

28/09/2017

Empresários de vários setores de Anápolis participaram da apresentação do Programa UniEVANGÉLICA + Empresários, onde c...