(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Rede municipal alcançou bons índices na avaliação do MEC

Educação Comentários 24 de agosto de 2012

Levantamento mostra que nos anos iniciais do ensino fundamental, a média ficou bem acima da meta


O Ministério da Educação (MEC) divulgou esta semana o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2011. O levantamento mostra que os anos iniciais (até 4ª série do ensino fundamental) das escolas municipais de Anápolis alcançaram média de 5.2. O número está acima da meta estipulada que era de 4.9. Nos anos finas (5ª a 8ª série) a média foi de 4.2, ficando um ponto acima da meta estabelecida para o período.
O índice alcançado pela rede municipal de ensino é motivo de comemoração. A secretária municipal de Educação, Virgínia Melo, destaca que os números representam um salto na qualidade do ensino em Anápolis. Ela lembra que o resultado alcançado nos anos iniciais é igual a meta estabelecida para o ano de 2013. “Significa que estamos no caminho certo e que as nossas escolas estão atentas e acompanhando o processo pedagógico bem de perto”, comenta.
Quanto aos anos finais, Virgínia Melo relata que, nos últimos dois anos, houve uma evolução que representou o aumento de dois pontos no índice do Ideb. “Isso é fruto da valorização dos professores, do nosso plano de cargo e salários, dos investimentos nas escolas e a utilização de novas ferramentas para o uso educacional”, diz. A secretária ressalta que todos os investimentos realizados no setor resultam no empenho dos professores e, consequentemente, no melhor aprendizado dos alunos.
Conseguir alcançar boas notas no Ideb é a comprovação de que o ensino em Anápolis tem melhorado substancialmente. Virgínia Melo expõe que as crianças são os maiores beneficiados. “Sem dúvida estamos trabalhando o futuro dessas crianças. Vamos manter esse ritmo oferecendo sempre a melhor qualidade de ensino em nossas escolas”, garante.


Ideb
O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi criado em 2007 para medir a qualidade de cada escola e de cada rede de ensino. O indicador é calculado com base no desempenho do estudante em avaliações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em taxas de aprovação. Assim, para que o Ideb de uma escola ou rede cresça é preciso que o aluno aprenda, não repita o ano e frequente a sala de aula.
Para que pais e responsáveis acompanhem o desempenho da escola de seus filhos, basta verificar o Ideb da instituição, que é apresentado numa escala de zero a dez. Da mesma forma, gestores acompanham o trabalho das secretarias. O índice é medido a cada dois anos e o objetivo é que o País, a partir do alcance das metas, tenha nota 6 em 2022 – correspondente à qualidade do ensino em países desenvolvidos.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Educação

Saúde na Escola conta com 100% de adesão em Goiás

15/03/2019

Os 246 municípios goianos se cadastraram no Programa Saúde na Escola com apoio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás ...

Institutos Federais vão formar novos agentes digitais

07/03/2019

Os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs) terão até 29 de março para aderir ao Programa Nacional d...

UniEVANGÉLICA amplia parcerias com as universidades estrangeiras

07/03/2019

O Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA é uma instituição que oferece várias oportunidades para que seus ...

UniEVANGÉLICA amplia parcerias com as universidades estrangeiras

07/03/2019

O Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA é uma instituição que oferece várias oportunidades para que seus ...