(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Rede de apoio busca impulsionar pequenas e médias confecções

Geral Comentários 30 de maro de 2012

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Desenvolvimento Regional (AGDR), formou uma rede de apoio a micro, pequenos e médios empresários do segmento de confecções


O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Desenvolvimento Regional (AGDR), formou uma rede de apoio a micro, pequenos e médios empresários do segmento de confecções. A iniciativa envolve recursos de ordem de R$ 8,9 milhões e vai beneficiar 28 municípios goianos com a construção de galpões industriais. O objetivo é prover estrutura adequada às atividades industriais e comerciais do segmento de confecção para promoção do desenvolvimento regional.
A rede será desenvolvida em conjunto com a Secretaria de Gestão e Planejamento, por meio da Agenda Municipal, e da Secretaria de Indústria e Comércio. Os recursos para as obras já começaram a ser repassados.
Estão previstas ações desde capacitação em gestão empresarial, apoio à formalização, microcrédito, linha de financiamento para pequena e média empresa, incentivo à participação em feiras e rodas de negócios, orientação e apoio a atividades cooperativas e inserção em programas de apoio à exportação.

Galpões
Os galpões serão construídos no tamanho de 360 m² em municípios com até 15 mil habitantes; de 450 m², até 20 mil habitantes e de 630 m², de 20 mil habitantes a acima de 50 mil habitantes. Os valores dos respectivos repasses são de R$ 252,6 mil; R$ 312,8 mil e R$ 415 mil, mais a contrapartida das prefeituras.
O setor de confecções caracteriza-se pelo predomínio de pequenas empresas, terceirização e subcontratação entre empresas de portes diferentes nas diversas etapas do processo de produção, além do alto grau de informalidades, que dificulta a obtenção de crédito e deprecia a inovação tecnológica. O segmento precisa de ajustes, mas tem um grande potencial a ser exploração em termos de mercado e emprego. Paula explica que o programa de construção de barracões industriais tem uma perspectiva de resultados muito grande e que o Estado de Goiás está pronto a responder de forma consistente.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Secretaria de Cultura tem inscrição para ciclo de oficinas

10/01/2019

O aperfeiçoamento técnico e artístico na sétima arte é um dos focos do Anápolis Festival de Cinema (AFC). As inscriçõ...

Havan registra R$ 7 bilhões de faturamento em 2018

10/01/2019

O grupo Havan comemora os excelentes resultados obtidos em 2018. As 120 lojas (uma delas em Anápolis), juntas, somaram um fa...

Especialista dá dicas para comprar bem e economizar

10/01/2019

Para quem tem filhos, um dos maiores gastos do início do ano, sem dúvida, é o material escolar. A situação pode ficar ai...

Aprovada lei que exige identificação biométrica nos estádios em Goiás

10/01/2019

O Governador Ronaldo Caiado (DEM) sancionou sua primeira lei e a primeira do ano de 2019, no último dia 03, quinta-feira. Ap...