(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Recadastramento eleitoral é obrigatório em Anápolis

Geral Comentários 31 de maio de 2013

Já está funcionando o serviço de substituição dos títulos eleitorais. A partir do ano que vem, só vota quem tiver sido recadastrado


Desde o dia 1º de abril, acontece, em Anápolis, o recadastramento biométrico, que visa facilitar e trazer maior segurança ao eleitor e aos resultados das votações em época de eleições. O recadastramento é um processo obrigatório de revisão eleitoral, que inclui a coleta de dados digitais do eleitor e, também, a transferência, inscrição de novos títulos, regularização eleitoral e emissão de segunda via. De acordo com o coordenador do recadastramento biométrico em Anápolis, Alexandre Ramos Plácido, a central de recadastramento instalada no Anashopping, na Avenida Universitária, atende não só aos moradores de Anápolis. “Estamos fazendo o recadastramento também dos eleitores de Campo Limpo e Ouro Verde”, avisa.
É importante que todas as pessoas aptas a votar façam o recadastramento, uma vez que o eleitor faltoso terá o seu título eleitoral cancelado e poderá sofrer consequências e restrições em órgãos públicos e privados. “O título de todos os eleitores precisa ser renovado, pois se tornará inválido ao término do prazo”, explica Alexandre.
Segundo a legislação, o eleitor que tiver o título cancelado ficará excluído da participação no pleito e poderá ser impedido de obter passaporte ou carteira de identidade; receber salários de função ou emprego público; conseguir certos tipos de empréstimos e abrir contas bancárias; obter nomeação em concurso público; renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial; certidão de quitação eleitoral, benefícios do Governo, dentre outros.

Funcionamento
E, para evitar transtornos com a Justiça Eleitoral e filas, o coordenador do recadastramento orienta o eleitor a não deixar para se recadastrar na última hora. “No momento, a Central está vazia, e o atendimento está bastante rápido, sem nenhum congestionamento durando de quinze a vinte minutos, em média. Nos próximos meses estaremos atendendo, mas o recadastramento tem prazo para acabar”, ressalta.
A Central conta com quarenta guichês para atender os eleitores, sendo todo o procedimento simples e rápido. “Todos receberão atendimento por uma equipe treinada e preparada para fazer o procedimento da melhor maneira possível. Basta não se esquecer de levar os documentos necessários para o recadastramento”, enfatiza.
Como fez o estudante do curso de Direito, Pedro Henrique Oliveira, 22, que há quinze dias atualizou seu título de eleitor, através do recadastramento, com o propósito de evitar filas. “Por ter comparecido logo no início do recadastramento, não peguei nenhuma fila e o atendimento foi mais rápido do que esperava”, conta. Pedro vê o recadastramento como algo positivo. “Apesar de estarmos na frente dos outros países, inclusive europeus, na forma como a votação é realizada, através da urna eletrônica, o recadastramento traz maior agilidade e aperfeiçoa os métodos de segurança que já existiam durante as eleições”, opina.
Os documentos que o eleitor deve apresentar na Central são um comprovante de endereço atualizado; identidade, CPF e o título de eleitor. O atendimento ocorre de segunda a sexta feiras, das 12h00 às 18h00 horas.
Alexandre avisa que o eleitor que precisar sair no meio do expediente de trabalho poderá solicitar uma Declaração de Comparecimento na Central. “As empresas são obrigadas a liberar o eleitor que apresentar esta declaração da Justiça Eleitoral, não podendo ele sofrer nenhum prejuízo ou desconto salarial no cumprimento desta obrigação civil”, conclui.

Autor(a): Carol Evangelista

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Capitão Waldyr pode ser nome da Plataforma

13/07/2017

Decano da indústria, com uma folha de mais de 60 anos prestados aos classismo e, em especial, à Federação das Indústrias...

Prevista redução de construtores com novas exigências do MC

13/07/2017

A exigência do Ministério das Cidades para que todos os pequenos e médios construtores tenham o Cadastro Nacional da Pesso...

Anápolis presente no Conselho Nacional de Juventude

06/07/2017

A assessora de juventude da Secretaria Municipal de Cultura, Larissa Pereira, foi eleita para ocupar uma das três cadeiras d...

Ubiratan Lopes é empossado na presidência da FACIEG

29/06/2017

O empresário anapolino Ubiratan da Silva Lopes foi empossado na presidência da Federação das Associações Comerciais, In...