(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Área Azul digital será implantada no início do segundo semestre

Cidade Comentários 01 de maro de 2018

Previsão é da CMTT, que anuncia a criação de 4 mil vagas em setores de grande demanda por vagas para estacionamento


Embora ainda esteja na fase final de elaboração do edital, a Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT) espera licitar antes do final deste semestre o projeto de implantação de estacionamento rotativo digitalizado em três setores da cidade – no centro, no Bairro Jundiaí e na Vila Jaiara - todos com áreas de grande movimento de veículos e de pessoas, mas com oferta de vagas abaixo da grande demanda por espaços para o estacionamento de veículos.
“Já estamos na fase final de preparação do edital de licitação para em seguida publicá-lo e convidar as empresas especializadas a participarem de uma concorrência pública para a escolha daquela que vai implantar o projeto da área azul digital”, disse o diretor da CMTT, Carlos César Toledo revelando que muitas empresas, de Anápolis e de outras cidades, já manifestaram interesse em participar do certame. Segundo ele, mais moderno, o sistema de estacionamento rotativo digital vem sendo implantado em várias cidades com sucesso, devido a facilidade de ser fiscalizado e por promover uma real rotatividade em suas vagas.
Apesar de resistir em definir uma data para que o projeto comece a funcionar, o diretor da CMTT espera que o estacionamento rotativo digitalizado seja implantado no segundo semestre, caso nenhuma das empresas participantes da licitação conteste judicialmente o seu resultado. Ele antecipou que o projeto prevê a criação de quatro mil vagas para estacionamento de veículos, sem contudo revelar como elas serão distribuídas entre os três setores previamente escolhidos.

ROTATIVIDADE
“Nossa intenção é proporcionar uma verdadeira rotatividade nas vagas para estacionamento de veículos”, justificou Carlos César Toledo para quem muitas dessas vagas são hoje ocupadas por lojistas e seus funcionários, onde, segundo ele, seus carros ficam estacionados o dia inteiro. Ele reconheceu que a CMTT não tem estrutura de pessoal para exercer uma fiscalização sobre o tempo de permanência de veículos na área azul, ao revelar que o órgão conta hoje com apenas 38 fiscais.
Carlos César Toledo explicou que parte deles trabalha por escala, o que reduz ainda mais o número de fiscais disponíveis para a execução de suas atribuições. “Como Anápolis conta hoje com uma frota com cerca de 250 mil veículos, precisaríamos no mínimo de 250 agentes para a realização de todos os serviços de fiscalização na área de trânsito”, disse o diretor da CMTT explicando que esse número traduz o resultado de um estudo que aponta que para cada 1.000 veículos é necessário pelo menos um agente de trânsito. “Além dessa limitação, o estacionamento rotativo é muito difícil de ser fiscalizado”, acrescentou.
Ele explicou que a área azul digital é uma versão mais avançada do estacionamento rotativo e que usa uma tecnologia moderna que ajuda a controlar o tempo máximo de permanência de cada veículo estacionado em seus espaços. De acordo com o diretor da CMTT, essa fiscalização será feita com um equipamento próprio, que emite um sinal, através de um ship, para o proprietário do veículo e também para um agente de trânsito, informando que o tempo de permanência no estacionamento rotativo digital se expirou. Depois de receber o sinal, o veículo tem que ser retirado em 15 minutos, no máximo. Passado esse tempo, o agente de trânsito pode multar o veículo que ultrapassou esse limite
Carlos César Toledo explicou, no entanto, que o veículo pode estacionar em outra vaga ou na mesma em que se encontrava, mas depois de ter passado 15 minutos. Segundo ele, para ter direito de usar as vagas serão utilizados cartões magnéticos onde podem ser inseridos créditos de estacionamento até o valor de R$ 100,00, diferente das cartelas em papel vendidas hoje em alguns pontos comerciais. Segundo ele, mesmo que o proprietário do veículo disponha de crédito de estacionamento rotativo digital em seu aplicativo, a exigência é de uma rotatividade máxima de duas horas em cada vaga.

Autor(a): Ferreira Cunha

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Arraiá do Instituto será neste sábado

19/07/2018

Engana-se aquele que pensa que a temporada de festas juninas já acabou. Quadrilha, comidas típicas, barraca do beijo, corre...

Arraiana é o grande destaque dos festejos do aniversário da Cidade

19/07/2018

Ajudar é show! Esta é a tônica do ArraiAna, evento idealizado pela Prefeitura para comemorar os 111 anos da cidade em gran...

Campanha incentiva o uso racional de água tratada no dia-a-dia

19/07/2018

Em tempos de crise hídrica e para formar cidadãos mais conscientes, uma campanha no site da Empresa de Saneamento de Goiás...

Obras na Avenida Universitária vão dar mais mobilidade no trânsito

19/07/2018

Falta pouco para a conclusão das obras realizadas na Avenida Universitária. O trabalho estrutural inclui o sistema de drena...