(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Queimadas dão muito trabalho a Bombeiros

ÚLTIMAS NOTÍCIAS 26 de outubro de 2017


Com o período de estiagem mais longo, o Corpo de Bombeiros vem tendo muito trabalho em todo o Estado para prevenir e para combater os focos de incêndios. Em Anápolis, num único dia, os soldados do fogo tiveram mais de 10 chamadas simultâneas, segundo relatou o comandante do 3º Batalhão Bombeiro Militar, Tenente Coronel Ricardo Silveira Duarte. Em função disso, o atendimento a outras ocorrências acabou prejudicado, embora nenhuma tenha ficado sem o devido socorro.
De qualquer forma, o período das queimadas traz uma demanda maior de serviço e, consequentemente, mais desgaste para o efetivo. Este ano, de acordo com o Tenente Coronel Ricardo Silveira, houve um aumento de cerca de 20% nas ocorrências de queimadas na região, em relação ao ano passado.
O militar destaca que grande parte das ocorrências é de fogo na vegetação e quase 90% têm a ação do homem e são intencionais ou acidentais. Muitas das vezes, ao fazer a limpeza de um lote e queimar o mato, o fogo se alastra rapidamente e pode passar para outra propriedade. Muitas pessoas, também, têm o hábito de queimar lixo, mas perdem o controle sobre o fogo. Recentemente, inclusive, houve três casos de queimadas em vegetação que ameaçaram prédios industriais. E, só não houve um acidente de maiores proporções, graças à imediata intervenção dos bombeiros.
Para o comandante do 3º BPM, é fundamental que as pessoas se conscientizem sobre os perigos das queimadas. Ele alerta que o cuidado deve, ainda, ser redobrado na zona rural, fazendo os chamados aceiros ao redor das casas; galpões; currais; galinheiros, dentre outros, e mesmo para proteger pastagens e plantações.
Além de evitar danos materiais e perigos à saúde e à própria vida, a prevenção de queimadas pode evitar que a pessoa seja multada ou, até, responda a processo criminal por dano causado ao meio ambiente.