(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Quanto ganha o trabalhador anapolino?

Cidade Comentários 06 de dezembro de 2013

Apesar do crescimento econômico da Cidade, informações do SINE indicam que os profissionais de Anápolis ainda ganham pouco. Os melhores salários se encontram nas vagas que exigem mais qualificação.


Anápolis termina 2013 tendo sido destaque na mídia nacional como a cidade do Centro-Oeste com maior perspectiva de felicidade futura. Cidade em desenvolvimento, ampliação do Parque Industrial, perspectivas de geração de emprego já fazem parte do vocabulário dos moradores da cidade. E o bolso do trabalhador anapolino, está mais cheio? “Esta é uma constatação. Não falta emprego em Anápolis. Mas e os salários? Os salários, em sua maioria, são baixos, em vista das exigências feitas ao trabalhador”. A afirmação é da coordenadora do Sistema Nacional de Emprego (SINE Anápolis), Marina Quireza Silva.

Estatísticas relativas à renda do trabalhador anapolino confirmam a constatação de Quireza. A Cidade, conforme os números, ainda está longe de ser considerada a que melhor paga aos seus trabalhadores. “Os últimos dados disponíveis são os do Censo de 2010, quando a renda média do anapolino era de R$ 812,43, sendo a 20ª do Estado de Goiás e a 647ª do Brasil”, informou o economista Márcio Dourado. Apesar do cenário, o especialista entende que o crescimento da cidade pode gerar um processo de progressão salarial.

“A tendência é que, com o aquecimento das atividades econômicas, cresça a demanda por trabalhadores e que, com a alta da demanda sem o crescimento da oferta (de trabalhadores), a força de trabalho escassa tende a ser mais bem remunerada”, explicou Márcio Dourado. De acordo com o economista, “as empresas procuram oferecer maiores benefícios e maiores salários para ficar com os melhores trabalhadores em tão disputado mercado”. A explicação de Dourado é corroborada pela coordenadora do SINE, Marina Quireza.

“Quem deseja obter um salário melhor, deve buscar funções mais específicas e que exigem uma qualificação ímpar, ou seja, não aquela destinada a todos os profissionais da área, mas aquela que agrega maior valor a sua função”, pontuou Marina. “As funções estritamente operacionais pagam em média 900,00 ou, até, menos. E, aqui, nos referimos aos inúmeros auxiliares de linha de produção que enchem os pátios das indústrias anapolinas”, exemplificou.
Em termos de áreas com melhores perspectivas de salário, ela atesta: “o setor que paga melhores salários, ao contrário do que se pensa, é o de serviços e construção civil”.

Anápolis e Goiânia

A comparação entre o município de Anápolis e a Capital do Estado, Goiânia, é inevitável. Marina Quireza entende que, em termos de remuneração, funções semelhantes oferecem salários equivalentes nas duas cidades. “O que acontece é que em Goiânia há mais oportunidades para funções de chefia e liderança, que naturalmente requerem mais do trabalhador. Mas, também, pagam melhores salários. O grande diferencial, mesmo, são os salários de Brasília, sempre citados pelos próprios trabalhadores”, afirmou Marina.

Trabalhadores ‘importados’

Senso comum, e fato que não demanda pesquisa científica para sua comprovação, são as constantes reclamações dos anapolinos de que os profissionais de fora são mais bem remunerados. “Geralmente os trabalhadores ‘importados’ ganham mais, uma vez que a tendência é recorrer a pessoas ‘de fora’ para a ocupação de funções especializadas, que exigem qualificação e não conta-se com profissionais em número suficiente no Município. Consequentemente, esses profissionais são mais bem remunerados”, detalhou o economista Márcio Dourado.

Qualificação e salário

Outra realidade do campo profissional, em Anápolis, diz respeito às pessoas de determinada especialidade que aceitam trabalhar com salários menores. É o caso daqueles que têm nível de graduação. “A grande maioria dos cursos não proporciona um estágio à altura, o que obriga o trabalhador a aceitar funções aquém das sonhadas ou esperadas. O resultado, também, são salários aquém da escolaridade apresentada”, explicita Marina Quireza.

Por outro lado, conforme enfatizou, “o que acontece com o nível superior é que a expectativa do trabalhador que conclui um curso superior muitas vezes não é compatível com sua capacidade de atuação e com sua experiência profissional”. Neste ponto, os cursos técnicos saem na frente. “No caso dos cursos técnicos, a teoria é aliada da prática e, assim, a expectativa do trabalhador que termina um curso técnico é logo preenchida”, evidenciou Quireza.

A empregabilidade para estas áreas técnicas, conforme informou, é “rápida” e os salários variam de R$ 1,5 a R$ 3 mil. Entretanto, para ela, “no campo do trabalho, tudo é muito relativo, já que fatores como experiência, negociação, rede de relacionamentos e foco, estão diretamente aliadas ao valor salarial”.

Média de salários em Anápolis

Auxiliar de linha de produção: R$ 730,00
Vendedor interno: R$ 678,00 + comissão
Recepcionista/ secretária: R$ 700,00
Auxiliar de limpeza: R$ 720,00
Pedreiro de alvenaria: R$ 1.800,00
Auxiliar de obras: R$ 700,00
Operador de máquinas industriais: R$ 1.000,00
Auxiliar financeiro: R$ 1.000,00
Encarregado de departamento de pessoal: R$ 1.300,00
Motorista de caminhão: R$ 1.500 a 3.000,00
Técnico de enfermagem: R$ 1.200,00
Técnico em segurança no trabalho: R$ 1.500,00
Técnico em mecânica de máquinas industriais: R$ 1.500,00
Eletricista predial: R$ 1.200,00
Eletricista de tubulações: R$ 2.000,00
Engenheiro civil: R$ 6.000,00
Técnico químico: R$ 1.200,00
Padeiro: R$ 1.800,00
Açougueiro: R$ 2.000,00
Auxiliar de escritório em geral: R$ 700,00
Agente de portaria: R$ 800,00
Cozinheiro de restaurante: R$ 1.000,00
Assistente administrativo: R$ 1.000,00
Farmacêutico: 1.500,00 (a maioria das farmácias não paga o piso)
Frentista: R$ 1.000,00
Mestre de obras: R$ 2.200,00
Faturista: R$ 900,00
Operador de caixa: R$ 1.000,00
Gerente de transportes: R$ 2.000,00
Gerente de hotel: R$ 1.500,00
Secretária bilíngue: R$ 1.800,00
Atendente de telemarketing: R$ 800,00

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Câmara Municipal de Anápolis vai ter seu hino oficial em breve

15/06/2017

O vereador Teles Júnior (PMN) informou, durante o uso da tribuna, na sessão ordinária da última segunda-feira,12, que pro...

Presidente da UVG defende 13º e férias para os vereadores

09/06/2017

Em visita à Câmara Municipal de Anápolis, na manhã da última quarta-feira,07, o Presidente da União dos Vereadores de G...

Anápolis ainda tem muito caminho para melhorar em informação

02/06/2017

Criada em 2011, a Lei de Acesso à Informação ainda não é aplicável de forma plena por boa parte dos municípios brasile...

MP pode aliviar dívida municipal com o INSS

18/05/2017

Durante a marcha dos prefeitos à Brasília, na terça-feira,16, o Presidente Michel Temer assinou uma Medida Provisória amp...