(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Qual é o mês do seu aniversário?

Saúde Comentários 12 de junho de 2015

Pesquisa recente da Universidade Columbia, mostrou que problemas de saúde podem ser associados ao mês de aniversário


erguntar o signo do paciente certamente não faz parte do questionário realizado pelo médico durante uma consulta clínica. Contudo, de acordo com uma nova pesquisa realizada pela prestigiosa Universidade Columbia, em Nova York, o mês de aniversário pode estar relacionado às doenças que o paciente irá desenvolver ao longo da vida.


Publicada na revista científica Journal of the American Medical Informatics Associations, a pesquisa utilizou informações médicas de 1,7 milhão de pacientes que foram atendidos no hospital da universidade entre 1985 e 2013. Com auxílio de um algorítimo, eles procuraram correlações entre o mês de nascença com doenças. Dos 1 688 problemas de saúde observados, 55 tiveram forte ligação com o mês de aniversário da pessoa.


A partir disso, os pesquisadores revelaram que pessoas que nasceram em maio têm menor chance de desenvolver doenças, ao contrário daqueles que nasceram em outubro, que se mostraram mais propensos às afecções. Além disso, os pesquisadores mostraram uma forte conexão entre nove tipos diferentes de problemas cardíacos em pessoas que nasceram no final do verão e início do outono (referentes ao hemisfério sul).


Entretanto, os pesquisadores ainda não sabem explicar exatamente de onde vem essa relação. "Os riscos associados ao mês de nascimento são relativamente menores quando comparados com outras variantes mais influentes, como dieta e exercício físico", disse Nicholas Tatonetti, autor do estudo.


Além disso, Tatonetti afirma que os resultados do estudo estão ligados à sazonalidade e não exatamente ao meses do ano. O fato é que quando se fala em mês de nascença, as pessoas tendem a associar com signo do zodíaco, quando na verdade a pesquisa chegou às conclusões levando em consideração as condições ambientais e climáticas típicas de cada período.


Um estudo anterior, por exemplo, fez uma conexão entre pessoas que nascem durante o final do verão e do outono com problemas respiratórios, como asma. A relação pode ser explicada pelo fato de que a gestação das mães desses pacientes ocorreu durante o inverno, quando eles estavam mais suscetíveis à gripes e outros tipos de infecções. O próximo passo da equipe é replicar o estudo em outros locais, para levar em consideração as disparidades ambientais de cada região.


A partir disso, os pesquisadores revelaram que pessoas que nasceram em maio têm menor chance de desenvolver doenças, ao contrário daqueles que nasceram em outubro, que se mostraram mais propensos às afecções. Além disso, os pesquisadores mostraram uma forte conexão entre nove tipos diferentes de problemas cardíacos em pessoas que nasceram no final do verão e início do outono (referentes ao hemisfério sul).


Entretanto, os pesquisadores ainda não sabem explicar exatamente de onde vem essa relação. "Os riscos associados ao mês de nascimento são relativamente menores quando comparados com outras variantes mais influentes, como dieta e exercício físico", disse Nicholas Tatonetti, autor do estudo.


Além disso, Tatonetti afirma que os resultados do estudo estão ligados à sazonalidade e não exatamente ao meses do ano. O fato é que quando se fala em mês de nascença, as pessoas tendem a associar com signo do zodíaco, quando na verdade a pesquisa chegou às conclusões levando em consideração as condições ambientais e climáticas típicas de cada período.


Um estudo anterior, por exemplo, fez uma conexão entre pessoas que nascem durante o final do verão e do outono com problemas respiratórios, como asma. A relação pode ser explicada pelo fato de que a gestação das mães desses pacientes ocorreu durante o inverno, quando eles estavam mais suscetíveis à gripes e outros tipos de infecções. O próximo passo da equipe é replicar o estudo em outros locais, para levar em consideração as disparidades ambientais de cada região.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Projeto atende a quase 800 pacientes que estavam na fila

26/05/2017

Há dois anos, a auxiliar de limpeza, Lídia dos Reis, 38, sentia fortes dores de vesícula. As pedras acumuladas no órgão ...

Dengue recua, mas população não deve baixar a guarda

26/05/2017

Em que pese as estatísticas demonstrem um recuo bastante significativo de casos de dengue em Goiás e, particularmente, em A...

Infectologia tem jornada sábado

18/05/2017

A Sociedade Goiana de infectologia realiza neste sábado, 20, a I Jornana de Infectologia de Anápolis. As palestras têm por...

Como superar o fim de um relacionamento?

27/04/2017

Ter o ‘coração partido‘ é uma das experiências mais traumáticas da vida. No entanto, de acordo com um estudo da Univ...