(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

PSOL cobra informações da Câmara Municipal

Política Comentários 04 de julho de 2009

Começam a surgir manifestaçõs cobrando a divulgação do que acontece no Legislativo Anapolino. Até antigos aliados estão questionando


No último dia 29, o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), protocolou na Câmara Municipal, um ofício endereçado ao presidente da Casa, vereador Sírio Miguel Rosa da Silva (PSB), cobrando informações em relação ao emprego de recursos financeiros do Legislativo, provenientes dos repasses do duodécimo feitos pelo Poder Executivo. O presidente da legenda, Élber Sampaio Araújo – que na última eleição concorreu ao cargo de prefeito – disse que a ação tem o intuito de consagrar o direito constitucional de a sociedade se manter informada sobre o uso do dinheiro público.
O mesmo pedido, aliás, conforme relatou Élber Sampaio ao CONTEXTO, já havia sido encaminhado em outro ofício, entregue ao protocolo da Câmara Municipal no dia 19 de maio último, ainda, também, sem resposta. No documento, o dirigente do PSOL solicita, especificamente, informações sobre a Receita Corrente Líquida (repasses do duodécimo) do último quadrimestre de 2008 e do primeiro quadrimestre de 2009. Além das despesas do Legislativo Municipal com a folha de pagamento dos funcionários- efetivos e comissionados – e dos inativos (aposentados e pensionistas). E, ainda, as despesas com prestadores de serviços e autônomos.
Élber Sampaio afirmou, no segundo ofício: “nos causa espécie, saber que ainda não houve nenhuma atenção em atender o pedido do PSOL. A Constituição Federal deixa claro que a todos nós é dado o direito de ter acesso à informação, referente aos atos administrativos públicos. Desnecessário avançar neste assunto, tenho certeza de S. Exa. É por demais conhecedor dessa garantia constitucional.
Para o presidente do PSOL, a transparência é um requisito fundamental para a gestão pública e tem sido uma prática acompanhada de perto pelo partido. Ele destacou, inclusive, que alguns exemplos são positivos, como o do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM). Na sua opinião, a cobrança é para que justamente haja avanços para tornar as informações públicas mais acessíveis e transparentes, para que, inclusive, a sociedade possa dar mais crédito às instituições e aos próprios políticos.
“Temos observado que em razão do clamor popular, os poderes da República, legislativo, Judiciário e Executivo vêm disponibilizando os gastos para o cidadão. O Siafi e o Portal da Transparência, são instrumentos da boa governança, garantindo proteção contra o desperdício e a ineficiência”, destacou o presidente do PSOL, que fez questão também de ressaltar a matéria publicada na edição passada do CONTEXTO, que retratou a ausência de canais de prestação de contas no site da Câmara Municipal de Anápolis.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Nova estrutura administrativa entra na pauta de sessão extra na Câmara

17/01/2019

Nesta sexta-feira, 18, a Câmara Municipal se reúne em sessão extraordinária, para a apreciação de 10 projetos que trami...

Mudanças na equipe no início da segunda metade do governo

17/01/2019

Na segunda parte de seu mandato, o Prefeito Roberto Naves está promovendo uma série de mudanças na estrutura da máquina a...

Núcleo de assessoria é a principal novidade da Reforma Administrativa

17/01/2019

Uma das principais mudanças na estrutura da Administração Municipal, a criação de um núcleo composto por seis assessori...

Situação fiscal do Estado provoca embate entre Caiado e Marconi

10/01/2019

A situação fiscal de Goiás tem elevado o tom do debate entre o atual Governador, Ronaldo Caiado (DEM) e o ex-Governador Ma...