(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Proposta a instalação de complexo aeronáutico em Anápolis

Tecnologia Comentários 11 de dezembro de 2015

Govenador se reuniu com Ministro da Defesa para avaliar as possibilidades


Reunido com o Ministro da Defesa, Aldo Rebelo, na sede do Ministério, em Brasília, no início da tarde de quinta-feira, 10, o Governador Marconi Perillo apresentou a proposta que busca viabilizar um Complexo Aeronáutico em Anápolis. A ideia é ter o apoio do Ministério da Aeronáutica para este investimento que viria complementar a Base Aérea já implantada desde a década de 70 no Município. O Governador disse que ainda não pode adiantar o que seria este projeto aeronáutico, mas que Goiás tem a oferecer ao Governo Federal, um complexo que já está pronto, que é a Plataforma Logística e o Aeroporto Internacional de Cargas, com uma pista de 3.300 metros já pronta, construída pelo Governo do Estado e que poderá servir como base para um projeto desta envergadura. Para ele, “isso daria um upgrade muito grande para Goiás, especialmente, para Anápolis”.
A princípio, o ministro teria se manifestado favorável ao projeto. Aldo Rebelo comentou em entrevista à imprensa presente ao evento “a receptividade à proposta do governador Marconi Perillo é a melhor possível, porque Anápolis tem uma múltipla vocação pela sua localização geodésica, ou seja, é uma cidade que tem um polo farmacêutico importante e que já dispõe da Base Aérea”, assegurou Aldo Rebelo.
O Ministro disse, ainda, que a proposta será analisada pelo Ministério da Defesa e pelo Comando da Aeronáutica, dentro da vocação natural que Anápolis já tem para acolher centros de logística. “Vou defender esta ideia com toda a simpatia que tenho pela administração do Governador Marconi Perillo, pela trajetória que ele tem como homem público, pelo respeito e pela nossa já longa amizade”, salientou.
Ferrovia GO/DF
Ainda na quinta-feira, 10, em Brasília, o projeto de implantação do transporte ferroviário entre o Distrito Federal e Goiás, proposto ao setor de transportes do Governo Federal há pelo menos dez anos, foi objeto de gestões na Capital da República onde continua vencendo etapas no âmbito da Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT. Marconi Perillo, o governador do DF, Rodrigo Rollemberg, e representantes do Ministério dos Transportes estiveram reunidos diretor geral da instituição Jorge Bastos para conhecer detalhes do Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica da Ferrovia Brasília/Goiânia, que cortaria Anápolis. Depois de quatro anos em execução, o EVETEC apresenta os valores e a modelagem jurídica da obra. “Temos a confirmação de que o projeto será viabilizado através de uma PPP envolvendo os governos de Goiás, do Distrito Federal e da União”, adiantou o Governador Marconi Perillo.
Na reunião foi sugerido à ANTT, que o transporte seria, apenas, de passageiros, sem cargas nas duas fases, ou seja, na parte semiurbana e regional. Sem o transporte de cargas, o projeto alcança valor de R$ 6,8 bilhões. Na avaliação dos dois governadores, este sistema vai revolucionar o eixo Brasília/Goiânia e seria um dos grandes projetos de integração definitiva, social, cultural e econômica entre os governos do DF e de Goiás.
Esclareceu-se que se o projeto contemplasse o transporte de cargas, a ferrovia seria encarecida em mais de R$ 2 bilhões somente para a construção da estrutura necessária. Ela servirá, também, para cargas, mas cargas menores. Neste trecho não se vê a necessidade de cargas como na Norte-Sul.
O Diretor da ANTT, Jorge Bastos anunciou que irá se reunir com os ministros do Planejamento e dos Transportes para definir qual vai ser a participação de cada ente no projeto de estudo de viabilidade econômica. O prazo será o mais rápido possível. O trem Brasília/Goiânia esteve também na pauta do Governador durante audiência com o ministro Nelson Barbosa, do Planejamento. Marconi pediu ao ministro que o trem seja incluído no PAC e nos financiamentos federais para a área de transportes. Solicitou ainda que o mesmo tratamento seja dado ao VLT de Goiânia e ao BRT que liga Santa Maria, no DF, à cidade de Luziânia. (Com informações do Gabinete de Imprensa do Governo de Goiás).

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Tecnologia

Simulador é atração da Semana Nacional de Trânsito

14/09/2018

Um simulador de impacto será uma das principais atrações da Semana Nacional de Trânsito, a ser realizada entre os dias 18...

Acadêmicos da UniEVANGÉLICA apresentam projetos promissores

03/08/2018

Em sintonia com a visão da UniEVANGÉLICA de investir em desenvolvimento tecnológico e ampliar a produção de conhecimento...

Audiência debaterá sobre antenas

13/04/2018

As mudanças no regulamento para a instalação de antenas de telecomunicação no Município é o tema de uma audiência age...

Município vai ter a maior usina fotovoltaica urbana do Brasil

22/03/2018

O Município de Anápolis será referência no Brasil na produção de energia fotovoltaica, sistema que converte a luz natur...