(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Projetos vão fortalecer macroeconomia

Economia Comentários 26 de julho de 2013

Aeroporto, Centro de Convenções, Parque Tecnológico e Ferrovia Norte-Sul vão impulsionar a economia goiana com aumento de geração de emprego, renda e divisas


Após um período de “vacas magras” em termos de investimentos estruturantes, Anápolis caminha para consolidar uma série de projetos que vão fortalecer a sua macroeconomia. Dentre eles, está o da Ferrovia Norte-Sul, investimento do Governo Federal que vai formar um corredor de 855 quilômetros de extensão ligando o município a Palmas, capital do Tocantins. De lá, a ferrovia segue até Açailândia, no Maranhão, onde se conecta com a Estrada de Ferro Carajás, permitindo o acesso ao complexo portuário de Itaqui, em São Luís.
Em outubro do ano passado, foi aberto o processo licitatório do Pátio Multimodal de Anápolis. Há poucos dias, em visita a Anápolis para participar de um evento promovido pelo Governo do Estado, o superintendente de Desapropriação da Valec, Herick Souza Lopes, anunciou que em breve serão retomadas as obras e a construção do pátio, numa área que foi cedida pela Goiásindustrial. O investimento na obra é de R$ 11,7 milhões.
Em andamento, o Aeroporto de Cargas será o primeiro da região Centro-Oeste, com uma pista de mais de 3 mil metros de extensão e 200 metros de largura, o que permitirá a operação de grandes aeronaves. O investimento previsto é de mais de R$ 200 milhões. No ano passado, o Governo investiu cerca de R$ 40 milhões e este ano, a projeção é de R$ 55 milhões. Também está previsto a participação de recursos da iniciativa privada para a consolidação do empreendimento.
No mês de agosto próximo, segundo informou o secretário estadual de Gestão e Planejamento, Giuseppe Vecci, será deflagrada a licitação da Plataforma Logística Multimodal, que consiste em uma espécie de hub empresarial para acolher empresas ligadas ao segmento de logística, aproveitando a localização central do Município e a possibilidade de uso de três modais- rodoviário, ferroviário e aéreo- para a distribuição de produtos.
Também foram iniciadas as obras para a construção do Centro de Convenções, que fica próximo ao Distrito Agroindustrial, o qual contará com investimentos de R$ 112 milhões. A intenção é que o mesmo seja entregue até o final do ano que vem.
Também recentemente, foi lançado há poucos dias, em caráter oficial, o Parque Tecnológico de Anápolis, que será o primeiro na região Centro-Oeste. Trata-se de um empreendimento da iniciativa privada, cujo foco é atrair capital de empresas- no montante estimado de R$ 1 bilhão- de empresas de base tecnológica e inovadoras. O parque ficará localizado em uma área de aproximadamente 117 alqueires próxima ao Distrito Agroindustrial. A iniciativa conta com apoio dos governos municipal e estadual. No local, será disponibilizada a infraestrutura necessária e, além disso, foi criado um programa especial de incentivo fiscal para atrair os investidores.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...