(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Projetos de qualificação foram debatidos na ACIA

Economia Comentários 23 de outubro de 2015

Ideia é municiar o empresariado anapolino de novos conhecimentos técnicos e científicos


As atuações da AMCHAM (Câmara Americana de Comércio) nos setores produtivos, assim como os reflexos desse trabalho no Brasil e, em Goiás, foram tema de uma apresentação feita por representantes daquela instituição, durante a Reunião Ordinária de Diretoria da Associação Comercial e Industrial de Anápolis, na noite de quarta-feira, 21. Os executivos João Pedro Sabino Coutinho e Lucas Serratt, falaram aos diretores, associados e convidados da ACIA, expondo, em linhas gerais, como é a atuação desta organização que só perde em estrutura para o Sistema S (SESI, SENAI, SENAC, SESC, etc.) e que há décadas atua em todo o Brasil. Além de traçarem um histórico da AMCHAM no Brasil, os executivos asseguraram que ela tem como meta e como clientela prioritária, gestores e empresários, ou seja, executivos de mercado. A AMCHAM trabalha na promoção de palestras, seminários e eventos que objetivam a parceria, a troca de informações e o intercâmbio de ideias, tecnologias e projetos entre os empresários. A instituição está em Goiás há 90 anos e tem uma clientela calculada em 250 instituições de grande e médio portes. A Associação Comercial e Industrial de Anápolis, por exemplo, associou-se à AMCHAM que já disponibilizou toda a sua grade de projetos para a participação dos associados. Além disso, os próximos eventos da Câmara Americana de Comércio já poderão ser feitos no Auditório “Alexis Salomão”.


Outra informação dos executivos da AMCHAM dá conta de que várias empresas de Anápolis já participam de seus projetos que visam, principalmente, ganhar em qualidade, inovação e atualização do setor produtivo. O Presidente da ACIA, empresário Anastacios Apostolos Dagios, fez uma breve consideração a respeito da AMCHAM e disse que vai estimular os empresários de Anápolis a participarem das propostas daquela instituição.


Mobilização e automação


Ainda, na Reunião Ordinária de Diretoria da noite de quarta-feira, 21, a ACIA recebeu a visita do Secretário Municipal de Obras, engenheiro Leonardo Viana. Ele foi convidado a falar sobre o projeto de mobilização, mais especificamente, sobre a construção de dois viadutos na parte central da Avenida Brasil, obra anunciada recentemente. De acordo com Leonardo Viana, os serviços pesados devem começar em mais alguns dias, mas terão o menor impacto possível pra o sistema viário da região. Para se ter uma ideia, não haverá bloqueio da Avenida, o que ocorreu em outras obras como as trincheiras da Brasil com a Fayad Hanna e da Universitária com a Presidente Kennedy. De acordo com o Secretário, somente o atual canteiro central é que vai ter algumas interdições, o que em pouco afetará o trânsito e o comércio naquela parte da Cidade.


Outra revelação do titular da Secretaria de Obras é que deve se construído outro viaduto, no cruzamento da Avenida Brasil com a Rua Engenheiro Portella, saída para Goiânia, numa parceria da Prefeitura com o Governo do Estado. O Secretário falou, ainda, sobre os corredores prioritários para o transporte coletivo, obra que consta do projeto de 77 milhões de reais conseguidos a título de empréstimo pela Prefeitura. De acordo com Leonardo Viana, estas obras, além de melhorarem significativamente a logística de trânsito na Cidade, ainda vão permitir a circulação de um grande volume de recursos na economia local.


Também, na Reunião Ordinária de Diretoria da quarta-feira, 21, a Associação Comercial e Industrial de Anápolis recebeu a visita dos empresários Baltazar José dos Santos e Miguel Gamboa, representantes da empresa luso-brasileira Eurodomótica, especializada em automação de ambientes domésticos, empresariais e públicos. Eles, com recursos audiovisuais, expuseram o que há de mais moderno no segmento atualmente no Brasil e anunciaram que a empresa, em Anápolis, está apta a executar qualquer projeto nos setores de áudio e vídeo; climatização; vigilância por câmeras; irrigação, iluminação, controle remoto e outros recursos da tecnologia moderna para segurança.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...