(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Projeto prepara para a transição de nível escolar

Geral Comentários 25 de outubro de 2018

Mudanças são inevitáveis, mas sem causar sustos e traumas.


A transição da Educação Infantil para o Ensino Fundamental é sempre um momento delicado, cheio de novidades e descobertas. Além da adaptação aos novos espaços, a criança passa também a conhecer novas pessoas de referência dentro da escola e precisa estar socializada com essa nova dinâmica. Para amenizar as dificuldades que surgem com a mudança de fase, a Secretaria Municipal de Educação desenvolve o projeto Borboleta e, nesta terça-feira, 23, ele envolveu estudantes do Centro Municipal de Educação Infantil Professora Leonor Marques da Silva e da Escola Municipal Professora Lena Leão.
Os alunos do Jardim 2 do Cmei – que deixarão, em 2019, a educação infantil para ingressar no ensino fundamental - foram recebidos pelos colegas da Escola Lena Leão em uma tarde divertida e cheia de surpresas. A visita monitorada contou, também, com a presença dos pais. Segundo a professora Franciele da Silva, a facilitação desse processo é fundamental para a plena adaptação das crianças. “A intenção é mostrar para as crianças e pais que essa transição é uma fase natural da vida, sendo necessário, portanto, a quebra de alguns laços que o ambiente lúdico do Cmei proporciona” destacou.
O projeto acontece em diferentes vertentes de atuação, como ações preparatórias na salas de aula com literatura infantil direcionada, orientações aos professores do Ensino Fundamental, questionários que são respondidos pelos pais e atividades diversificadas que proporcionam segurança para que as crianças possam enfrentar esse momento com naturalidade.
As atividades realizadas pelo projeto em 2017 trouxeram resultados significativos para a rápida adaptação dos alunos a esse novo ciclo, é o que conta a gestora da Escola Municipal Professora Lena Leão, Francisca Rosa de Oliveira. “A experiência foi incrível. A impressão que tínhamos era que os alunos já estavam se sentindo em casa, e com certeza esse sentimento reflete diretamente no bom aproveitamento do processo de ensino-aprendizagem”, afirma.
De acordo com o secretário de Educação, Alex Martins, a iniciativa vem ao encontro com os debates que foram levantados na construção da Base Nacional Comum Curricular. “Todos os levantamentos apontaram para a necessidade de que haja equilíbrio entre as mudanças introduzidas no processo de transição, garantindo de forma tranquila e com sensibilidade a integração das crianças”, destaca.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Enel acumula 4,3 milhões de reais em compensação por falhas em Anápolis

22/03/2019

Não é só a população anapolina que sente, na pele, os problemas relacionados ao suprimento de energia elétrica no Munic...

SESC promove espetáculo humorístico “Sob Nova Direção”

22/03/2019

Nos dias 23 e 24 de março, às 20h30 e 20h, respectivamente, o espetáculo “Sob Nova Direção” promete arrancar gargalh...

Comunidade Bahá´í comemora a chegada do ano novo em solenidade

22/03/2019

A comunidade Bahá´í em Anápolis celebrou na última quarta-feira, 20, a passagem do ano novo, também chamado de Naw-rúz...

Gestores de eventos criam associação

22/03/2019

Para defender os interesses dos profissionais da área, dentre outras finalidades, foi fundada a APEFA, Associação dos Prof...