(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Projeto oferece apoio para retorno de goianos dos EUA

Geral Comentários 13 de setembro de 2013

Iniciativa é voltada para aqueles que desejam abrir um negócio próprio ao retornar para o Brasil


O secretário de Assuntos Internacionais de Goiás, Elie Chidiac, ministrou palestras para goianos que vivem em Austin, no estado norte-americano do Texas, nesta quinta-feira,12. A cidade, uma das mais populosas dos Estados Unidos, tem mais de dois mil goianos. O seminário faz parte do Projeto Andorinhas, uma parceria do governo goiano com o Ministério das Relações Exteriores, ONU, Sebrae e Banco do Brasil. O objetivo é auxiliar os milhares de goianos que vivem no exterior e que pretendem abrir e gerir um negócio próprio, quando retornarem ao Estado. Na passagem por cidades americanas, palestram o secretário Elie Chidiac, o vice-presidente do Banco do Brasil Américas Jeferson Hammes, e a gerente do Sebrae em Goiás, Kamila Costa. Na Geórgia, o cônsul-geral do Brasil em Atlanta, Hermano Telles, falou aos goianos.
Há, na América do Norte, localidades para as quais cidadãos brasileiros emigraram numa condição mais confortável. Isto é o que vem sendo levantado pelo grupo, formado por técnicos do Sebrae Goiás, Itamaraty, Banco do Brasil América e liderado pelo secretário de Assuntos Internacionais do Estado de Goiás, Elie Chidiac. A equipe está percorrendo cidades dos EUA para cumprir agenda do Projeto Andorinhas – Migrante Empreendedor.
Na quarta-feira, 11, o seminário foi realizado em Dallas, o principal polo ferroviário e aeroportuário da região centro-sul dos Estados Unidos. Seu aeroporto é um dos mais movimentados do mundo. Diferentemente da cidade de Atlanta, onde a condição dos imigrantes aponta para um alto índice de clandestinidade, trabalho penoso e uma comunidade de goianos muito grande, em Dallas, no Condado de Irvinig, os imigrantes brasileiros apresentam um perfil diferenciado. Grande parte está legalizada e possui vínculo com atividades produtivas mais qualificadas. São técnicos ou executivos em grandes empresas, como Nokia e Siemens, ou estão na cidade apenas para estudar. A maior parte dos imigrantes brasileiros vem de estados do Sul e Sudeste, como São Paulo e Paraná. Os goianos em Dallas ficam em torno de três mil.
Os participantes do seminário se interessaram pelo tema Empreendedorismo. A palestra foi desenvolvida abordando as 10 características do comportamento empreendedor, dentre elas, planejamento, busca de informações, riscos e metas. O Banco do Brasil Américas, entidade parceira do Projeto Andorinhas, ofereceu aos participantes informações acerca das transações bancárias que podem ser feitas e sobre as vantagens de se fazer isto por meio da instituição como, por exemplo, a isenção de taxas para clientes que possuem contas nos EUA e no Brasil. O Itamaraty apresentou as linhas gerais de atuação e falou sobre o portal Brasileiros no Mundo. O endereço é www.brasileirosnomundo.itamaraty.gov.br.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Adoção de selo eletrônico é adiada

22/06/2017

A Secretaria da Fazenda informa que a obrigatoriedade de uso do Selo Fiscal Eletrônico para as embalagens descartáveis de ...

Jovem anapolino abre portas para o difícil universo das fragrâncias

15/06/2017

O jovem anapolino Helder Machado Owner é um exemplo de que o empreendedorismo não tem barreiras. A primeira coisa para aven...

Subseção da OAB entrega Moção a juíza de Anápolis

09/06/2017

A juíza titular da 2ª Vara de Família e Sucessões da comarca de Anápolis, Aline Vieira Tomás, recebeu, na segunda-feira...

Controle da folha de pagamento é um desafio para a Prefeitura

02/06/2017

Dentro do que preconiza a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o Prefeito Roberto Naves e a equipe econômica apresentaram, ...