(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Programa resgata jovens em risco social

Geral Comentários 03 de fevereiro de 2012

Desde o início de seu funcionamento, o Viva a Vida já acolheu mais de uma centena de jovens entre oito e 18 anos dependentes de álcool e drogas. 10% abandonam os vícios


A Prefeitura de Anápolis comemora os bons resultados adquiridos com o trabalho do Programa Viva a Vida. Em janeiro deste ano, mais dois jovens que, por nove meses, participaram da iniciativa, concluíram o tempo de permanência do tratamento. Eles receberam um certificado de aptidão, garantindo estarem prontos para retornarem às suas casas. A ação trata-se de um trabalho realizado pela administração municipal, em parceria com a Pastoral da Sobriedade da Associação Beneficente Jesus Libertador (ABEJEL), que ampara menores usuários de drogas e em risco social.
O programa, lançado em agosto de 2010, já trouxe bons frutos: 110 jovens e adolescentes, entre oito e 18 anos, dependentes de álcool e drogas, receberam amparo e orientação. Com autorização judicial expedida pelo Juizado da Infância e Juventude, os menores passam a conviver com demais adolescentes que enfrentam a mesma situação, recebem aulas de reforço escolar, prática esportiva, assistência médica, odontológica e psicológica. Passam ainda por momentos de reflexão, oração, palestras e atividades em contato com a natureza.
Segundo a diretora de Proteção Básica da Prefeitura de Anápolis, Cida Brito, 10% dos jovens acolhidos deixam de usar drogas. “Parece um resultado inexpressivo, mas qualquer adolescente que deixa de ser usuário e consegue ser inserido na sociedade é uma vitória. Estamos plantando uma semente”, define.

Portas abertas
Foi pensando em amenizar os prejuízos que a sociedade sofre com o uso das drogas, principalmente, com o crack, que foi criado o programa Viva a Vida apropriado para acolher estes usuários. Hoje, a ação tem condições de receber até 30 jovens.
Mesmo com a necessária de encaminhamento judicial, a diretora Cida Brito informa que a administração municipal está preocupada em oferecer amparo a todos os menores infratores dispostos a realizarem o tratamento. “A sociedade precisa conhecer o nosso trabalho. Estes jovens são tratados com todo suporte possível para ganhar vida nova”, destaca.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Capitão Waldyr pode ser nome da Plataforma

13/07/2017

Decano da indústria, com uma folha de mais de 60 anos prestados aos classismo e, em especial, à Federação das Indústrias...

Prevista redução de construtores com novas exigências do MC

13/07/2017

A exigência do Ministério das Cidades para que todos os pequenos e médios construtores tenham o Cadastro Nacional da Pesso...

Anápolis presente no Conselho Nacional de Juventude

06/07/2017

A assessora de juventude da Secretaria Municipal de Cultura, Larissa Pereira, foi eleita para ocupar uma das três cadeiras d...

Ubiratan Lopes é empossado na presidência da FACIEG

29/06/2017

O empresário anapolino Ubiratan da Silva Lopes foi empossado na presidência da Federação das Associações Comerciais, In...