(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Produto Interno Bruto cresceu quase 500 por cento

Economia Comentários 29 de dezembro de 2014

Município tem se destacado na geração de riquezas em Goiás e, hoje, contribui com quase 10% na formação do PIB do Estado


De 2003 até 2012, conforme os dados oficiais do IBGE, PIB anapolino deu um salto espetacular de crescimento. Pela vez na série histórica, que é registrada desde 1999, chegou à casa de R$ 2,3 bilhões. De lá para cá, o crescimento foi sempre ascendente, até o PIB de 2012, que foi divulgado recentemente, em que houve uma queda. Assim mesmo, os dados são bastante expressivos e retratam a contribuição que o Município dá ao Estado de Goiás, em termos de geração de renda.
Os dados do PIB de 2012, mostram que Anápolis contribui com 9,4% para a formação do PIB de Goiás. É o segundo maior no Estado, ficando atrás apenas de Goiânia, a Capital. O valor apurado pelo IBGE, foi de R$ 11,690 bilhões. O PIB per capita ficou em R$ 34.149,23.
De 2003 a 2012, ou seja, em dez anos, o PIB de Anápolis saltou de R$ 2,385 bilhões para R$ 11,690 bilhões, ou seja, um crescimento de quase 500 por cento. Nos últimos anos, o setor da indústria passou a ter um peso especial para a formação do PIB anapolino, sendo que o setor de serviços ainda representa o maio Valor Adicionado, ficando em terceiro o da agropecuária.
Anápolis já chegou a ocupar o 46º lugar no ranking dos municípios com o maior PIB do País. Em 2012, caiu para a 53ª posição.

Goiás e Brasil
Segundo, ainda, dados do IBGE, o PIB do Brasil fechou 2012 em R$ 4,392 trilhões, com um incremento de R$ 249 bilhões em relação a 2011. O PIB per capita do País, também em 2012, ficou em R$ 22.645,86, um pouco maior do que o resultado obtido em 2011, que foi um PIB per capita de R$ 21.535,65. Em Goiás, o PIB fechou 2012 em R$ 123,926 bilhões. O Estado contribui com 2,8% na conformação do PIB brasileiro e ocupa a nona colocação no ranking nacional. O PIB per capita de 2012 ficou em R$ 20.134,26 (11º no ranking nacional).
O Indicador do Produto Interno Bruto (PIB) Municipal permite avaliar o fluxo de produção nos 246 municípios goianos, segmentado pelos setores da agropecuária, indústria e serviços (incluindo administração pública), com o valor adicionado total gerado por estes segmentos, os impostos medidos indiretamente e o PIB per capita. O PIB dos Municípios é calculado e divulgado anualmente pelo Instituto “Mauro Borges”, em parceria entre o IBGE e os órgãos de estatística das Unidades da Federação.
O PIB per capita é o resultado da divisão do PIB pela população residente. O indicador é encaminhado oficialmente pelo IBGE ao Tribunal de Contas da União, para servir como um dos indicadores de repasse do Fundo de Participação dos Municípios. (Fonte: Instituto “Mauro Borges” -IMB/SEGPLAN)

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Goiás terá maior aporte de recursos para o setor agropecuário em 2018

19/01/2018

O Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) destinou em 2017 mais de R$ 7,7 bilhões para investimentos em ...

Receita Federal arrecada mais de R$ 4 bi em 2017 no Município

19/01/2018

Depois de resultados negativos nos dois últimos anos, as arrecadações fazendária e previdenciária acumuladas na área de...

Exportações por Anápolis fecham 2017 com queda preocupante

12/01/2018

As exportações feitas por Anápolis fecharam o ano de 2017 com uma queda de 31,02% frente ao ano de 2016, conforme os dados...

Anápolis termina 2017 com bom estoque de empregos formais

29/12/2017

Apesar da grande diferença na comparação com o mês de outubro, Anápolis manteve o saldo positivo na geração de emprego...