(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Produção de riquezas cresceu em Anápolis, apesar da crise

Economia Comentários 15 de dezembro de 2017

IBGE e Instituto Mauro Borges apontam que o Município aumentou 4.61% do PIB de 2015 em relação a 2014


A primeira tomada do Produto Interno Bruto, após a crise que se iniciou em 2014, demonstra que Anápolis regiu bem e segue com um incremento na estatística de geração de riquezas. Conforme o levantamento, a soma das riquezas produzidas no Município, no ano de 2015, foi de R$ 13,301 bilhões. No ano anterior, ou seja, em 2014, o PIB de Anápolis, era de R$ 12,714 bilhões. Portanto, houve um incremento de 4,61%. Os números são do IBGE, juntamente com o Instituto Mauro Borges.
O PIB per capita, em 2015, foi de R$ 36.294,20, contra R$ R$ 35.123,67 apurados em 2014. A variação nominal foi de R$ 1.170,53.
No comparativo de 2015 com 2014, dentre os quatro principais setores do PIB, os chamados Valores Adicionados, dois tiveram variação positiva e, dois, variação negativa. O maior crescimento foi o VA de Serviço: 25,66%. Era de R$ 5, 508 bilhões em 2014, saltando para R$ 6,921 bilhões em 2015. O VA da Indústria teve aumento de 13,37%, saindo de R$ 3,677 bilhões para 4,132 bilhões no período. Por outro lado, o VA do setor agropecuário teve queda de 1,98%. Era de R$ 51,3 milhões em 2014 e fechou 2015 em R$ 50,2 milhões. Já o VA de Impostos, teve decréscimo de 0,52. Era de R$ 2,2 bilhões em 2014 e ficou em R$ 2,1 bilhões em 2015.

Maiores e menores
O levantamento dos institutos traz o ranking dos 10 municípios goianos com o maior Produto Interno Bruto. São eles, nesta ordem: Goiânia; Anápolis; Aparecida de Goiânia; Rio Verde; Catalão; Itumbiara; Jataí; Luziânia, São Simão e Senador Canedo. Já, os municípios goianos com menor PIB, são, nesta ordem: Anhanguera; Jesúpolis; Cachoeira de Goiás; Palmelo; Damianópolis; Teresina de Goiás; Guaraíta; Adelândia, Morro Agudo de Goiás e São Patrício.
A pesquisa revela que os 10 municípios com o maior PIB concentram 58,8% das riquezas geradas em Goiás. O PIB Estadual, em 2018, foi de R$ 173,631 bilhões, contra R$ 165,015 bilhões de 2014. Ou seja, houve um crescimento de 5,22%.
Goiânia é o município que contribui com a maior participação na conformação do PIB estadual: 26,9%. Em seguida, vem: Anápolis (7,7%); Aparecida de Goiânia (6,6%); Rio Verde (4,7%); Catalão (3,3%); Itumbiara (2,3%); Jataí (2,2%); Luziânia (1,9%); São Simão (1,8%) e Senador Canedo (1,5%).
Em relação a Anápolis, a pesquisa demonstra que, no comparativo com 2014, a participação do Município na conformação do PIB estadual se manteve estável em 7,7%. No entanto, teve uma queda em se comparado ao levantamento de 2010, quando a participação do PIB anapolino no estadual chegou a 10,4%.

Valor Adicionado
Os 10 municípios com maior destaque em relação ao VA do setor agropecuário, são: Rio Verde; Jataí; Cristalina; Mineiros; Goiatuba; Luziânia; Catalão; Chapadão do Céu. Paraúna e Montividiu. Os principais destaques no VA da Indústria são: Goiânia; Anápolis; São Simão; Aparecida de Goiânia; Catalão; Rio Verde; Itumbiara; Minaçu, Luziânia e Senador Canedo. Os principais destaques do VA de Serviços são: Goiânia; Aparecida de Goiânia; Anápolis; Rio Verde; Catalão; Itumbiara; Jataí; Luziânia; Valparaíso de Goiás e Senador Canedo.

Dez maiores do PIB
em Goiás:
Goiânia - R$ 46,632 bilhões
Anápolis - R$ 13,301 bilhões
Aparecida de Goiânia - 11,518 bilhões
Rio Verde - R$ 8,078 bilhões
Catalão - R$ 5,679 bilhões
Itumbiara - R$ 3,971 bilhões
Jataí - 3,842 bilhões
Luziânia - R$ 3,353 bilhões
São Simão - R$ 3,106 bilhões
Senador Canedo - R$ 2,685 bilhões

Dez maiores do PIB
per capita:
São Simão - R$ 162.544,60
Davinópolis - R$ 102.998,16
Perolândia - R$ 101.882,14
Alto Horizonte - R$ 95.176,18
Chapadão do Céu - R$ 92.892,33
Cachoeira Dourada - R$ 89.678,42
Ouvidor - R$ 83.000,05
Pilar de Goiás - R$ 67.037,16
Rio Quente - R$ 65.390,98
Barro Alto - R$ 60.313,59

Evolução do PIB de Anápolis:
2010 - R$ 11,060 bilhões
2011 - R$ 11,753 bilhões
2012 - R$ 11,547 bilhões
2013 - R$ 11,881 bilhões
2014 - R$ 12,714 bilhões
2015 – R$ 13,301 bilhões

Evolução do PIB per capita de Anápolis:
2010 - R$ 33.013,34
2011 - R$ 34.716,64
2012 - R$ 33.728,93
2013 - R$ 33.245,37
2014 - R$ 35.123,67
2015 - R$ 36.294,20

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Exportações por Anápolis fecham 2017 com queda preocupante

12/01/2018

As exportações feitas por Anápolis fecharam o ano de 2017 com uma queda de 31,02% frente ao ano de 2016, conforme os dados...

Anápolis termina 2017 com bom estoque de empregos formais

29/12/2017

Apesar da grande diferença na comparação com o mês de outubro, Anápolis manteve o saldo positivo na geração de emprego...

Enel anuncia investimentos de R$ 1 bilhão para o ano que vem em todo o Estado de Goiás

22/12/2017

Sob a presidência do empresário Wilson de Oliveira, o Conselho de Consumidores da Celg (Concelg) encerrou o calendário de ...

Governo assina protocolos para garantir a expansão industrial

22/12/2017

O governador Marconi Perillo assinou, na terça-feira, 19, mais 11 protocolos de intenções para instalação de novas empre...