(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

PRF se engaja em campanha “Eu sou do bem, Eu sou de Deus”

Geral Comentários 20 de abril de 2018

Símbolo da iniciativa, a Lamparina de Diógenes deve percorrer as unidades da PRF em Goiás e em outros estados brasileiros


Na manhã da última quarta-feira, 18, mais um passo importante foi dado para tornar nacionalmente difundida a campanha “Eu sou do bem, Eu sou de Deus”, que tem como símbolo a Lamparina de Diógenes, que remete à história de um grego que saía às ruas, mesmo durante o dia, com uma lamparina acesa à procura de um homem honesto. O movimento, liderado pela organização não-governamental Cruzada pela Dignidade, já ganhou dezenas de adesões e, agora, foi a vez da Polícia Rodoviária Federal abraçar a causa.
O presidente de honra da Cruzada pela Dignidade e um dos idealizadores da campanha, Juiz da Infância e da Juventude, Carlos Limongi Sterse, afirmou que a PRF desenvolve um trabalho social da mais alta relevância, ao buscar a paz no trânsito. O que, segundo ele, está em plena consonância com os objetivos da iniciativa. Conforme adiantou, a intenção é que a lamparina possa percorrer não só as unidades da PRF em Goiás, mas em todo o Brasil, levando não apenas o seu simbolismo, mas a sua mensagem.
Antes da entrega, representantes da Igreja Católica e do Conselho de Pastores de Anápolis, fizerem um ato ecumênico de bênção das lamparinas. Um ritual que tem se repetido e que, segundo o Pastor Leordino Lopes, mostra um caráter especial deste movimento, que é o de quebrar tabus e diferenças entre religiões. “Somos todos pelo bem”, disse.
Para o inspetor Newton de Morais, assessor de comunicação da PRF, trata-se de uma campanha que deve se espelhar pelo Brasil e com caráter permanente, visando resgatar os valores morais que estão se perdendo. “Nós, agentes da Polícia Rodoviária Federal, quando autuamos alguém, podemos ser taxados de ruins. Mas, nós estamos, na verdade, é fazendo um bem, ao mostrarmos que o que esta pessoa está fazendo é errado. Para nós, o mais importante é que o cidadão seja mudado, que ele possa escolher bem os seus caminhos, e um caminho é ser do bem”, pontuou, acrescentando; “Esta é uma campanha que busca a reflexão e, ao mesmo tempo, a prática, de deixar de lado as coisas ruins e priorizar o lado bom. Hoje, não falta amor no mundo, falta que pratiquemos o amor no dia-a-dia”, sublinhou.
O Juiz Carlos Limongi reforçou, em seu discurso, as três vertentes da campanha “Eu sou do bem, eu sou de Deus”: a primeira, de acordo com ele, é praticar boas ações todos os dias; a segunda, “sem” dias de oração (com “s”), porque é sem dia para terminar de orar pelas famílias, pela sociedade, pela Cidade, pelo Estado e o País. E, finalmente, a terceira vertente, que é a utilização das redes sociais para curtir e compartilhar ações edificantes, boas.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

UniEVANGÉLICA - Seminários destacam direitos da pessoa com deficiência

20/09/2018

Foi promovido nesta semana na UniEVANGÉLICA o Seminário dos Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, uma iniciativa d...

Regulamenta lei que proíbe fabricação e uso do cerol

20/09/2018

O governo de Goiás editou o Decreto n° 9.316, de 18 de setembro de 2018, que regulamenta a Lei n° 17.700/2012, que dispõe...

Comarca de Anápolis fica de fora do plano para a expansão de novas varas

20/09/2018

A Comarca de Anápolis ficou de fora da primeira fase do plano de reestrutura judiciária, definido pela Lei 20.254/18, que d...

Vereador destaca do Dia do Vicentino

20/09/2018

Em discurso no pequeno expediente, durante a sessão ordinária da última quarta-feira,19, o vereador Lisieux José Borges (...