(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Presídio: Projeto, enfim, deve sair do papel

Segurança Comentários 02 de maro de 2013

Em meio ao ceticismo, durante a solenidade que marcou o lançamento da obra, há a garantia do Governo de que ela será entregue no prazo previsto


O secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita, afirmou que os recursos estão garantidos e não há motivos para que a execução do serviço sofra algum tipo de paralisação. Ele tentou quebrar um clima de ceticismo por parte de populares e autoridades que estiveram presentes ao ato. A desconfiança tem fundamento, já que a construção é aguardada há muitos anos. Há três anos, a Prefeitura fez a doação da área de 160 mil metros quadrados, próxima à BR-414 (Anápolis-Corumbá de Goiás) para a edificação do presídio. De lá para cá, nada ainda havia sido feito. Agora, as máquinas devem iniciar as operações, segundo o subsecretário da Segurança, Thales Jaime, no mais tardar, na segunda ou na terça feira da próxima semana. A empresa Excel, vencedora da licitação, tem prazo de 18 meses para executar a obra, mas promete antecipar para 15 meses.
O presidente da Agência Goiana do Sistema de Execução Penal, Edemundo Dias, assegurou que o número de vagas (300 no total previsto) na nova unidade carcerária, será suficiente para atender à demanda. Ele destacou que o projeto arquitetônico é dividido em blocos, o que permitirá, se necessário, uma ampliação, tendo em vista que a área doada pelo Município, também, comporta esse aumento.
O valor a ser gasto na obra será de R$ 10,5 milhões. O presídio terá duas alas com 150 celas e contará com oito guaritas - quatro internas e quatro externas - além do módulo de administração; central de gás; sistema próprio de abastecimento de água; pátio de sol; refeitórios; área para encontros íntimos e, área para atendimento psicológico e espiritual. O secretário Joaquim Mesquita adiantou que serão criados espaços para a realização de oficinas de trabalho que poderão ser compartilhadas com empresas privadas, caso estas desejem aproveitar a mão-de-obra carcerária. “Não queremos que este presídio seja um ‘depósito’ de presos, mas uma unidade em que possamos, efetivamente, ressocializar a população carcerária. A intenção é dotar o espaço, também, de salas de aula, biblioteca e uma série de outros equipamentos”, falou.
O secretário anunciou que o Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc” não será desativado. Pelo contrário, disse, a unidade já está sendo reformada e terá a sua capacidade ampliada em mais 86 vagas.

Área
A área onde está sendo construído o presídio foi adquirida pela Prefeitura de Anápolis em meados de 2009. No dia 3 de setembro daquele ano, o Prefeito Antônio Gomide fez a entrega do cheque no valor de R$ 155. 628,68 aos proprietários da Fazenda Capão do Meio, referente à compra de uma gleba de terras de 125.507 metros quadrados (a outra parte dos 160 mil metros já pertencia à Municipalidade). Um dos donos era o empresário Hanna Elias Ibrahim Hajjar que, ironicamente, foi assassinado dentro de sua própria residência. Ele deixou, ainda em vida, um grande legado para a segurança pública da região.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Projeto tem o apoio do Exército, da Marinha e da Aeronáutica

08/12/2017

A audiência pública realizada no último dia 4 na sede da Associação Comercial e Industrial de Anápolis, para debater a ...

Caso do Uber - Acusado diz: “queria somente divertir”

08/12/2017

O acusado de roubar na semana um veículo Uber e restringir a liberdade do motorista Cleyton da Silva Nascimento já está pr...

Treinamento para delegadas, agentes e escrivãs

30/11/2017

A 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Anápolis realiza vários cursos de atualização voltados para delegados, agen...

Ruas do centro terão policiamento ostensivo durante o fim de ano

30/11/2017

O policiamento nas regiões de maior presença do comércio em Anápolis, terão o policiamento reforçado neste final de ano...