(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Presidente da Câmara assume a Prefeitura

Política Comentários 15 de outubro de 2015

A partir desta sexta-feira e durante os próximos 15 dias, Anápolis estará sob novo comando político administrativo, mas o poder continua nas mãos do PT


Na manhã desta quinta-feira,15, a Câmara Municipal aprovou um requerimento contendo um pedido de licença do Prefeito João Gomes (PT), que se afastará do cargo por um período de 17 dias para participar da missão internacional de negócios liderada pelo Governador Marconi Perillo (PSDB), a países da Europa. A transmissão do cargo ao presidente da Câmara Municipal, Vereador Lisieux José Borges, também do Partido dos Trabalhadores, será nesta sexta-feira,16, às 17 horas, no Teatro Municipal. No dia seguinte, João Gomes embarca rumo à Alemanha, onde se encontra a comitiva goiana.


O chefe do Executivo, em entrevista à imprensa, nesta quinta-feira, disse que está tranquilo ao passar o cargo para o chefe do Legislativo. “Temos um bom relacionamento com a Câmara Municipal e temos, na nossa administração, um planejamento em andamento, de forma que não haverá nenhum problema”, ressaltou. O cargo ocupado por Lisieux, de presidente da Câmara Municipal, será repassado ao Vice, Vereador Amilton Filho (SD).


João Gomes salientou também que deve aproveitar a viagem, estando mais próximo do Governador, para conversar sobre as demandas de Anápolis, dentre elas, a criação do chamado DAIA 2, o novo polo para abrigar indústrias, a ser implantado no Município através de uma parceria público-privada. Além de outros projetos que são de interesse do Município. “Temos uma boa relação e o [Governador] Marconi gosta muito de Anápolis. Creio que será muito positivo”, acenou.


A sessão extraordinária para a aprovação do pedido de licença transcorreu em clima tranquilo. Vários vereadores usaram da palavra para destacar a importância da presença do Prefeito João Gomes na comitiva, que busca atrair investimentos de países europeus para o Estado de Goiás e, em especial, para Anápolis. A Vereadora tucana Míriam Garcia aproveitou para enaltecer Marconi Perillo que, segundo ela, mesmo sendo do PSDB, convidou um Prefeito do PT para compor a comitiva. O Vereador Vespasiano Reis (SD), embora tenha votado a favor da licença, fez um questionamento mais contundente sobre o resultado da viagem. É que, segundo ele, o objetivo da missão é trazer empreendimentos, todavia- ponderou- faltam áreas no Distrito Agro Industrial de Anápolis (DAIA) e a cidade tem falta de água. O Vereador Jean Carlos (PTB) emendou dizendo que o Estado precisa repensar a sua política, pois tem problema também em relação à matriz energética.


O Vereador Lisieux Borges, que está no exercício de seu primeiro mandato parlamentar, disse que “não esperava por isso [assumir a Prefeitura]”. Ele, entretanto, destacou que recebe a missão com “grande satisfação” e que, por estar muito próximo, acompanhando tudo o que acontece na gestão do Município, não terá dificuldade em conduzir a Prefeitura nos próximos dias. “É uma responsabilidade enorme”, afiançou.

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

19 prefeitos assinam filiação ao PSDB

18/08/2017

Os deputados estaduais Manoel de Oliveira (PSDB), Santana Gomes (PSL), Francisco Oliveira (PSDB), Charles Bento (PRTB), Gusta...

Fundo bilionário para patrocinar as campanhas

10/08/2017

Os deputados integrantes da comissão especial que analisa mudanças nas regras eleitorais (PEC 77/03) acabam de rejeitar um ...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...