(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Presidente da Câmara Municipal acompanha as obras de perto

Política Comentários 26 de setembro de 2014

Luiz Lacerda falou sobre os transtornos que os vereadores têm enfrentado, mas que o esforço, certamente, será recompensado


O Contexto visitou, esta semana, o canteiro de obras da nova sede da Câmara Municipal de Anápolis. A construtora está trabalhando na fundação do edifício. Segundo o Presidente do Legislativo Anapolino, vereador Luiz Lacerda, tudo está andando conforme o planejado.
A construção teve início em maio e deve ser concluída em pouco menos de dois anos. Atualmente, os vereadores seguem trabalhando na sede antiga que fica ao lado do canteiro de obras. Eles desenvolvem suas atividades de gabinete e de plenário, em meio ao barulho do maquinário pesado, poeira, dentre outros transtornos. Mas, o sacrifício tem poupado cerca de 30 mil reais, que seriam gastos com o aluguel de uma sede provisória.
“Todos têm compreendido. O atendimento, hoje, é realizado de forma precária e improvisada, mas, temos a certeza de que teremos nossa recompensa quando estivermos dentro do novo prédio”, falou Luiz Lacerda. De acordo com o ele, esta é uma reivindicação antiga e que se tornou ainda mais necessária depois que o número de vereadores aumentou de 15 para 23.

O projeto
A obra está orçada em R$ 17 milhões, tem prazo de dois anos para ser concluída, e terá quatro mil metros quadrados de construção nova, além da reforma do antigo prédio. A obra é iniciada com recursos provenientes de uma poupança, criada ainda em 2009, com a colaboração de R$ 50 mil mensais da Câmara Municipal e o mesmo valor por parte da Prefeitura de Anápolis.
A nova sede, quando estiver totalmente concluída em todas as suas etapas, contará com um auditório com cerca de 250 lugares que será voltado a manifestações políticas, culturais, sociais e religiosas. Também haverá um mini-auditório com aproximadamente 60 lugares. Haverá acomodação para 25 gabinetes, separados por divisórias e lavabos. Outra parte do prédio deve ser destinada para receber os funcionários administrativos da Câmara. O local também terá estacionamento exclusivo para os vereadores.
A construção atenderá a Lei de Acessibilidade, de 2008, com rampas e dois elevadores. O novo projeto também terá acesso para possíveis vereadores portadores de deficiência física, com rampas, banheiros, e dois gabinetes adaptados.
mais necessária depois que o número de vereadores aumentou de 15 para 23.

Autor(a): Wanessa Mereb

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Fundo bilionário para patrocinar as campanhas

10/08/2017

Os deputados integrantes da comissão especial que analisa mudanças nas regras eleitorais (PEC 77/03) acabam de rejeitar um ...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Dívidas do Estado com a União alongadas em até 240 meses

20/07/2017

Aprovadas na Assembleia Legislativa nas sessões realizadas no período de convocação extraordinária, nos dias 14 e 17 des...