(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Presença de “cambistas” no Restaurante Popular

Cidade Comentários 17 de janeiro de 2014

Pessoas estariam adquirindo os tickets antecipadamente para vendê-los a preços majorados


Instalado na Vila Jaiara, com recursos do Governo Federal e contrapartida da Prefeitura de Anápolis, o Restaurante Popular, que entrou em funcionamento há poucas semanas, estava sendo objeto de especulação por parte de algumas pessoas. A denúncia foi de que tais elementos compravam os tickets assim que o estabelecimento abria as portas para o atendimento, mas não entravam para tomarem as devidas refeições. Esperavam o movimento aumentar, para venderem os bilhetes a preços majorados. No caixa do Restaurante o ticket custa R$ 1,00 o mesmo valor cobrado no Restaurante Cidadão, mantido pelo Governo do Estado e que funciona na Rua Primeiro de Maio, centro da Cidade. Há denúncias de que, em determinados casos, o bilhete era vendido a R$2,00, até R$3,00, dependendo da pressa que a pessoa tinha em almoçar.
O assunto chegou ao conhecimento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e o titular da Pasta, Francisco Ferreira Rosa foi até o local e constatou que, de fato, pelo menos uma pessoa estava praticando o ato irregular. Segundo o Secretário, havia evidências de que a prática estava sendo disseminada e que muita gente se valia do programa social para obter lucros indevidos.
Diante da constatação, a Secretaria decidiu que, a partir de agora, somente será vendido um ingresso por pessoa, o que praticamente impedirá a ação de “cambistas” em acumularem tickets para venderem a preços majorados. Outra providência anunciada será a implantação de ticket com código de barras, o que vai inibir, ainda mais, esse tipo de fraude. “Assim, todos os dias, quando encerrarmos o expediente, vai ser possível checar, de imediato, o número de refeições servidas e o número de pessoas atendidas”, alegou o secretário.
O Restaurante Popular da Vila Jaiara entrou em funcionamento depois de uma série de adiamentos, provocada, principalmente, pela interposição de recursos por parte de empresas que participaram da licitação para obterem o direito de explorarem-no e que não concordavam com os resultados. Com capacidade para servir, até, 1.500 pratos/dia, o Restaurante é um sucesso e desde o primeiro dia de funcionamento tem a venda de todas as refeições preparadas. O valor cobrado de R$1,00 por pessoa não cobre o custo que é subsidiado pelo Governo. O objetivo é oferecer comida barata, principalmente para trabalhadores de baixa renda. Almoçando no Restaurante Popular o trabalhador evita gastos com deslocamentos e transporte e se alimenta com comida balanceada, preparada com o acompanhamento de nutricionistas e com controle de qualidade.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Anápolis tem novos comendadores

20/07/2017

A Comenda “Gomes de Sousa Ramos”, maior honraria instituída pelo Município, foi entregue a personalidade de diversos se...

Monumentos históricos de Anápolis completam 60 anos

13/07/2017

Ignorados por grande parte da população e, até, pelas autoridades governamentais, dois monumentos que ficam no centro de A...

Câmara Municipal de Anápolis vai ter seu hino oficial em breve

15/06/2017

O vereador Teles Júnior (PMN) informou, durante o uso da tribuna, na sessão ordinária da última segunda-feira,12, que pro...

Presidente da UVG defende 13º e férias para os vereadores

09/06/2017

Em visita à Câmara Municipal de Anápolis, na manhã da última quarta-feira,07, o Presidente da União dos Vereadores de G...