(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Prefeitura vence 12º Prêmio de Meio Ambiente

Meio Ambiente Comentários 16 de novembro de 2013

O reconhecimento foi na modalidade Meio Biótico com o projeto Unidade Agroecológica


As várias ações desenvolvidas pela Prefeitura de Anápolis, por meio da Diretoria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, tem sido exemplo em várias cidades e até estados que buscam aqui informações e técnicas para melhoria do setor. E o reconhecimento das atividades veio com o 12º Prêmio de Meio Ambiente, concedido pela Comissão de Meio Ambiente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA/GO). O projeto Unidade Agroecológica, venceu neste ano a modalidade Meio Biótico.
A cerimônia de entrega será realizada no dia 28 próximo, às 20 horas, em Goiânia. O projeto integra as várias ações em prol do meio ambiente e a produção de alimentos saudáveis que a atual administração desenvolve. Criado em 2010, o projeto promove palestras, cursos, oficinas e integração com as faculdades do município e região para a conscientização da importância da agroecologia e agricultura orgânica.
Segundo o diretor de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Álvaro Gonçalo, o objetivo é divulgar a produção de alimentos sem agrotóxico. “Os produtores rurais e estudantes da área aprendem que esse tipo de produção faz bem para o meio ambiente e também para a qualidade dos alimentos”, falou.

Preservação ambiental
A atual administração atua com projetos e ações voltadas para o meio ambiente e tem se destacado no quesito preservação ambiental com ações efetivas. Com as ações do projeto, são produzidos alimentos na horta localizada na Escola Agrícola. Esses alimentos são direcionados para a Central de Doações, localizada no Mercado do Produtor, e distribuídos às entidades filantrópicas e famílias cadastradas na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.
Além da horta, foi criada a Associação de Produtores Agroecológicos de Anápolis e Região que reúne produtores rurais. O projeto de Agroecologia desenvolvido na Escola Agrícola foi modelo para implantação em outros locais, como escolas e instituições filantrópicas. O município de Barro Alto, por exemplo, por meio dos funcionários da Agência Goiana do Sistema Prisional (AGSEP), visitaram as dependências da escola no intuito de conhecer sobre o sistema de produção orgânico e implantar o mesmo modelo de produção no município para que os produtos colhidos na horta sejam utilizados no refeitório local.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Meio Ambiente

Goiás é o quinto no ranking de estados

20/09/2018

Desenvolvimento econômico e social combinado com sustentabilidade ambiental. Esse é o retrato de Goiás verificado no Ranki...

Ribeirão Antas sofre com a poluição

23/08/2018

A formação de densas camadas espumosas de origem desconhecida sobre o leito do Ribeirão Antas continua sendo um desafio pa...

Justiça concede liminar contra cobrança irregular do AVTO

09/08/2018

A Promotora Sandra Mara Garbelini, que atua na érea de meio ambiente, comunicou, durante reunião com empresários na Associ...

Ibama-DF promove fiscalização no lago de Corumbá

05/07/2018

Inspeção feita pelo Ibama do Distrito Federal no reservatório (lago) da UHE Corumbá IV, flagrou diversas infrações, com...