(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Prédio abandonado é motivo de polêmica

Cidade Comentários 11 de setembro de 2014

O local já serviu como posto de saúde e escola. Hoje é um estorvo para a comunidade


A discussão sobre a quem cabe se responsabilizar por um prédio abandonado no Bairro Calixtolândia foi reacesa esta semana em Anápolis. Tudo por conta do encontro de um cadáver, supostamente, vítima de overdose de drogas. Trata-se do local onde, até há alguns anos, funcionou a Escola Estadual “Professor Salvador Santos”. Acontece que, segundo o que se apurou, o prédio foi construído pelo Governo do Estado, em um terreno cedido pela Prefeitura, há vários anos. Antes de funcionar como escola, ele serviu para sediar um posto de saúde, que atendia à comunidade local.
Depois de ser transformado em escola, o edifício foi sofrendo os desgastes naturais do tempo e, como não houve a preocupação em reformá-lo, ele acabou sendo considerado inapto e inadequado para abrigar uma escola. Assim sendo, a Subsecretaria de Ensino promoveu o remanejamento dos alunos para outras dependências. E, com o abandono, inevitavelmente, o local passou a ser frequentado por grupos marginais, moradores errantes e outras pessoas. Foram vários os casos de violência, como crimes sexuais; agressões, consumo de drogas e outros. Até que, há alguns dias, um homem apareceu morto em seu interior.
A Subsecretaria de Educação, da Rede Estadual de Ensino, informou que não existe qualquer interesse de sua parte no referido prédio, pois ele é de concepção muito antiga, sem contar que suas dimensões e a própria área são inadequadas para se edificar uma nova escola, dentro dos padrões exigidos, ou seja o que se denominou Escola do Século XXI. Do outro lado, a Secretaria Municipal de Educação informou que não pode adotar nenhuma providência, pois ainda não recebeu, formalmente, a devolução do terreno. Enquanto isso, os moradores da região lamentam e temem que coisas piores voltem a acontecer no prédio. Este assunto foi bastante explorado nos meios de comunicação da Cidade nos últimos dias, mas, pelo menos de forma oficial, não se anunciou qualquer providência no sentido de se dar uma solução para o caso.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Projetos das avenidas Brasil e da Fernando Costa sofrem alterações

17/01/2019

Com as obras de mobilidade chegando à reta final, a Prefeitura de Anápolis realiza interdições parciais na Avenida Fernan...

Pedestres e ciclistas poderão ser multados a partir do mês de março

10/01/2019

Vem aí, mais uma polêmica para os brasileiros digerirem. A partir do dia 1º de março deste ano, pedestres e ciclistas pod...

Escolas de Artes e Teatro recebem novas inscrições até 31 de janeiro

10/01/2019

A Escola de Teatro e a Escola de Artes “Oswaldo Verano”, unidades vinculas à Secretaria Municipal de Cultura e mantidas ...

Áreas degradadas são revitalizadas pela parceria Prefeitura/SANEAGO

10/01/2019

Pelo menos 14 erosões e áreas degradadas que colocavam ramais da rede de esgoto em risco foram recuperadas por meio de parc...