(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Postos de combustíveis se tornam alvo de assaltantes

Violência Comentários 26 de abril de 2014

Segundo a polícia, os estabelecimentos que trabalham com dinheiro em espécie são os preferidos para garantir diversão em festas e shows


Postos de gasolina são um dos alvos preferidos para ladrões que querem muito dinheiro de forma rápida e em espécie. Quase sempre, os meliantes são pessoas jovens, agem em dupla e armados. Chegam de motocicleta, como se fossem abastecer, mas sem tirar os capacetes dão voz de assalto ao frentista e levam embora todo o dinheiro.
De acordo com o subcomandante do 3° Comando Regional da Polícia Militar, o tenente-coronel Paulo Inácio da Silva, o número de assaltos a este tipo de estabelecimento tem crescido em Anápolis, também como em panificadoras e farmácias. Normalmente, reforça, esses criminosos são presos, mas em pouco tempo ganham a liberdade e voltam a cometer os crimes. Em sua maioria, são jovens em busca de dinheiro fácil para financiar festas e drogas. “Eles procuram os comércios que dão lucro fácil, aqueles que têm dinheiro em espécie. Estudam o movimento do estabelecimento por alguns dias e depois colocam o crime em prática”, observou.
Além disso, outro fator indignante é que, segundo o tenente-coronel, Paulo Inácio, os assaltos a postos de gasolinas em Anápolis acontecem com mais frequência em determinadas épocas do ano como vésperas de feriados e próximo a datas de eventos festivos, que tem como público alvo os jovens, como por exemplo, a Pecuária. “Essas festas são caras, então muitos jovens que já são criminosos, entram em ação para conseguir dinheiro para bancar a diversão”, disse.
Orienta-se que os proprietários desses estabelecimentos tomem precauções como não deixar muito dinheiro no caixa, colocar câmera de segurança nos estabelecimentos, ficar atentos a algum desconhecido que esteja rondando o local e, neste último caso, chamar a polícia imediatamente. E também, todos os assaltos devem ser registrados nas delegacias, por menor que seja o valor levado.

Autor(a): Wanessa Mereb

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Violência

Anápolis aparece em relação das cidades mais violentas do Brasil

09/06/2017

Em 2015, a taxa de homicídios por 100 mil habitantes de Anápolis, ficou em 40,9. Somada às Mortes Violentas com Causa Inde...

Governo diz que Goiás é um dos estados com menor índice criminal

09/06/2017

Os índices de criminalidade em Goiás apresentam queda sequenciada a partir de 2016. Na comparação entre janeiro e maio de...

Judiciário quer ações práticas para reduzir criminalidade em Anápolis

02/06/2017

A busca de soluções para o crescente aumento do índice de criminalidade em Anápolis foi debatida no final da tarde da úl...

Emanuelle Muniz e Emanuelle Ferreira: passageiras da agonia

04/05/2017

Emanuelle Muniz Gomes tinha 21 anos. Era transexual. Bela; extrovertida; meiga, alegre e filha carinhosa. Apesar da pouca ida...