(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Políticos e empresários de Goiás na mira das CPIs

Política Comentários 22 de abril de 2012

A relação de Carlinhos Cachoeira com agentes públicos e privados será alvo do trabalho de deputados estaduais, federais e senadores. As Comissões, entretanto, só devem ser instaladas semana que vem


O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jardel Sebba (PSDB), informou durante sessão ordinária realizada na última quarta-feira, 18, que o anúncio oficial de instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que vai investigar a possível ligação de políticos goianos com a contravenção, além de contratos firmados com a construtora Delta e a Gerplan, entre 1995 e 2012, deverá ser feito na próxima semana.
Embora o requerimento tenha sido encaminhado à Mesa Diretora ainda na quarta-feira, pelo menos outros oito parlamentares assinaram o documento no dia seguinte. Após a coleta de todas as assinaturas, será realizada a conferência das mesmas.
Depois do anúncio oficial, caberá aos partidos indicar os membros que irão compor a comissão – cinco titulares e o mesmo número de suplentes. Obedecendo ao princípio da proporcionalidade, irão compor a comissão três parlamentares da base de apoio ao Governo Federal e outros dois da oposição.
Jardel Sebba destacou que o requerimento para criação da comissão obteve assinatura de deputados do Governo e oposição. “A Casa é política, mas acredito que um bom trabalho poderá ser realizado. Creio, inclusive, que a CPI poderá contribuir para as investigações que estão sendo realizadas pelo Ministério Público e Polícia Federal, avançando em vários pontos”, frisou.
O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Helder Valin (PSDB), em entrevista à imprensa, disse que a CPI será abrangente. “A proposta é realizar um trabalho sério, investigar todas as possíveis irregularidades e não deixar a sociedade goiana sem respostas”, frisou. Deixando claro que não será membro da comissão, Helder Valin explicou como deverá ser o seu funcionamento. “Acredito que os trabalhos vão começar, de fato, nos próximos 20 ou 30 dias. A comissão terá 90 dias para apresentar seu relatório, podendo prorrogar este prazo por mais 30 dias”, acrescentou.

CPMI do Congresso
A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Congresso Nacional- Câmara dos Deputados e Senado- que investigará a relação de Carlinhos Cachoeira com agentes públicos e privados nasce com uma preocupação das lideranças, tanto governistas como de oposição: não deixar que o caso seja transformado em cenário de disputas partidárias.
O líder do DEM na Câmara, deputado ACM Neto (BA), demonstrou preocupação com a composição da CPMI. Segundo o parlamentar, o desequilíbrio de forças entre a base governista e a oposição pode comprometer o resultado da investigação.
Já o líder do PT na Câmara, deputado Jilmar Tatto (SP), afirmou que o governo apoia uma investigação profunda sobre o envolvimento do crime organizado com o poder público. Segundo ele, não será uma investigação de governo contra oposição, mas sobre a relação de agentes públicos e privados com negócios ilegais. “A oposição diz que essa CPI pode virar pizza e reclama que é minoria, mas esquece de dizer que se é minoria é porque o povo é quem escolheu nas eleições”, sublinhou Tatto.
A senadora Ana Amélia (PP-RS) afirmou que a expectativa popular em torno do resultado dessa CPMI não pode ser frustrada. “Espero que, ao final dos trabalhos, nós, deputados e senadores, possamos oferecer ao país um resultado de responsabilidade e de uma apuração rigorosa, competente e profunda. Doa a quem doer”, disse a parlamentar.
O requerimento para criação da CPMI foi lido durante sessão conjunta do Congresso Nacional na manhã de quinta-feira (19). Com esse ato, o colegiado fica automaticamente criado. O próximo passo agora é a instalação. Para isso, foi marcada sessão, na próxima terça-feira (24), às 19h30, em que serão lidos os nomes indicados pelos líderes partidários para integrar a comissão. (Com agências Assembleia e Senado)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Política

Ronaldo Caiado acusa Governo de usar dados para mascarar crise do Estado

08/11/2018

O governador eleito Ronaldo Caiado (Democratas) cobrou maior transparência nos dados repassados à equipe de transição pel...

Partido realiza ação social em prol da Casa Joana

08/11/2018

O Democratas Mulher Anápolis irá realizar nesta sexta-feira, 09, a partir das 09 horas, em Anápolis, uma manhã odontológ...

Vereador exige explicações para aumento da energia elétrica em Goiás

08/11/2018

O vereador João da Luz (PHS) informou na tribuna, durante a sessão ordinária da última quarta-feira,07, que esteve em Bra...

Ronaldo Caiado terá muitos desafios para enfrentar em sua terra natal

02/11/2018

Não dá para falar que se trata de uma “herança maldita”. Mas, dá para dizer que os “gargalos” de Anápolis vão o...