(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Polícia Federal será reestruturada

Segurança Comentários 05 de maro de 2010

Representação da PF vai receber importantes modificações, objetivando melhorar o padrão de atendimento à comunidade. Esta é a proposta do novo titular da especializada


O novo chefe da Delegacia da Delegacia da Polícia Federal de Anápolis, Angelino Alves de Oliveira, informou que o trabalho da corporação no Município passará por um processo de reformulação. Essa foi uma das missões que recebeu ao assumir o cargo, no qual vai permanecer pelos dois ou três anos próximos - período do rodízio que é feito nas delegacias. O delegado participou, na última quarta-feira, 3, de reunião com empresários na Associação Comercial e Industrial (Acia) e recebeu do presidente da entidade, Ubiratan da Silva Lopes, a garantia de apoio para um dos projetos: a instalação da nova sede.
Segundo o delegado Angelino Alves, a mudança da sede será apenas um das ações. A intenção é fazer com que a instituição tenha maior visibilidade, como ocorre no restante do País desde o final da década de 90, quando a PF passou a investir na modernização da investigação e que resultou, pouco tempo depois, em grandes operações de repercussão de níveis nacional e internacional, tanto no combate ao narcotráfico como em crimes de corrupção.
Falando ao CONTEXTO, o delegado ressaltou que o encontro na Acia faz parte da atuação de PF de estar próxima à sociedade e que esta parceria é benéfica para todos. A própria entidade, inclusive, esteve à frente da movimentação ocorrida há pouco mais de um ano, para que a Delegacia da Polícia Federal, em Anápolis, não fosse desativada.

Jornada
Ainda na reunião da Acia, o presidente da Federação das Associações Comerciais, Industriais e Agropecuárias do Estado de Goiás (Facieg), Deocleciano Moreira Alves, adiantou que as entidades empresariais são contra a votação, neste ano eleitoral, da proposta de redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais e o aumento da hora extra de 50 para 75%.
Deocleciano Moreira participou, em Brasília, da reunião da confederação de todas as associações comerciais do País, com o presidente da Câmara Federal, deputado Michel Temer (PMDB-SP). Segundo ele, trata-se de uma mudança profunda e que vai mexer com as empresas, em grande parte, acarretando prejuízos com a oneração dos seus custos. O que, segundo ele, deverá se refletir para a sociedade.
O presidente da Facieg disse que a posição mantida pelo setor produtivo é de que o canal para estabelecer essa mudança seja a livre negociação entre patrões e empregados, visto que uma legislação específica e linear, não considera as peculiaridades de cada setor da economia. “Haveria, portanto, para muitos, prejuízos e outros poderiam assimilar melhor a mudança” justificou.
A reunião da Acia teve também a participação do superintendente da Caoa/Hyundai, Akira Yoshikawa, que confirmou o início da montagem do modelo Tucson na unidade de Anápolis. Ele adiantou que o Grupo planeja, num período de cinco anos, ter, pelo menos, cinco modelos montados nas linhas de produção da planta do Distrito Agroindustrial. Quanto ao Tucson, até na quarta-feira, a montadora estava com um grupo de técnicos da Coréia do Sul trabalhando na nova linha de produção. Inicialmente, devem ser produzidas três mil unidades para o mercado nacional. E, ainda dependendo de negociações com os coreanos, a produção deverá ser também exportada para outros países.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Comitiva do Ministério da Ciência e Tecnologia visita a ALA 2

12/10/2017

Na última terça-feira,11, uma comitiva do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) visitou...

Implantação do Polo de Defesa poderá ter linha de crédito federal

12/10/2017

Resultado da reunião ocorrida na última terça-feira, 10, com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o projeto de implantaç...

Fugas expõem fragilidade na segurança da Cadeia Pública

06/10/2017

No domingo, primeiro de outubro, quatro presos conseguiram escapar do Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc” ap...

ALA 2 começa a se preparar para receber os primeiros caças Gripen

08/09/2017

Denominada de Base Aérea de Anápolis até dezembro do ano passado e, a partir de então, de ALA 2, a unidade local da Forç...