(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Polícia faz maior apreensão deste ano em Goiás

Geral Comentários 15 de abril de 2016

Foram retiradas de circulação cerca de 1,5 toneladas da droga, que estava em uma caminhonete na BR-060


A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), apresentou nesta quinta-feira (14/4), apreensão de cerca de 1,5 tonelada de maconha. Um homem de 45 anos foi preso em flagrante em uma caminhonete com a droga na BR-060, próximo ao município de Posselândia, na Região Central do Estado. Ele vinha do estado de Mato Grosso do Sul, e foi detido na tarde de quarta-feira,13.
A polícia chegou até o suspeito após dois meses de investigações. Além da droga, foram apreendidos um revólver calibre 357, de uso restrito, e dois rádios comunicadores. A caminhonete é fruto de um roubo ocorrido em janeiro deste ano, no Jardim Guanabara, em Goiânia. Vivaldo Pereira Filho não tem passagens pela polícia e confessou ter recebido R$ 5 mil para transportar o entorpecente.
O montante apreendido geraria no mercado do crime, considerando o valor final da droga, cerca de R$ 1,2 milhão. Só neste ano, foram apreendidas 5 toneladas de drogas, entre maconha, pasta base, entre outras.
Segundo o delegado Alécio Moreira, titular da Denarc, as investigações apontam que a droga seria distribuída na capital e na região Metropolitana. Essa é a maior apreensão de maconha realizada neste ano pela Polícia Civil.

“Identificamos que o Vivaldo era o responsável por trazer a maconha para Goiânia, agora estamos tentando identificar o proprietário ou proprietários, já que pode se tratar de um consórcio e, a partir de então fechar o cerco contra esses traficantes”, explicou.

Essa é a maior apreensão de maconha realizada neste ano pela Polícia Civil. Para o delegado Pedrosa, o montante demonstra a “audácia dos criminosos”. Por dentro, a caminhonete estava toda desmontada para o transporte da droga. “Nos chama a atenção a capacidade econômica dos traficantes ao arriscar um volume grande em um único transporte”, afirma o investigador.

“Sabemos que o tráfico hoje fomenta diversos outros crimes, por isso a importância da repressão efetiva”, esclareceu o delegado. Outro fator que chamou atenção da polícia foram os rádios encontrados no veículo. “Nós sabemos que eles são utilizados com outros carros que estão auxiliando no transporte, chamados de batedores, e agora estamos buscando quem estaria no apoio”, disse.

O suspeito Vivaldo Pereira, pode pegar de 9 a 25 anos de prisão pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de armas e receptação. A partir de agora a Polícia Civil continuará as investigações para descobrir os donos da maconha, já que comumente o transporte é feito por terceiros.

Autor(a): Da Redação

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....

Projeto da sede do MP tem significativo avanço

12/04/2017

A proposta de se definir uma nova sede para as promotorias de Justiça em Anápolis (hoje funcionando em um edifício da Aven...

Advogados receberam a Caravana Nacional de Prerrogativas

07/04/2017

Morosidade do Poder Judiciário; desrespeito por parte de autoridades policiais, juízes, promotores; porte de arma; e até o...