(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Polícia Civil prende acusada de mandar matar o marido

Geral Comentários 23 de agosto de 2018

Crime foi há quase dois anos e teria sido arquitetado pela esposa da vítima e por seu ex-namorado


Uma investigação que durou quase dois anos, feita pela Polícia Civil em Anápolis, desvendou o assassinato de Jhonny Alves, morto no dia 25 de outubro de 2016, no setor Arco Verde. A autoria do assassinato é atribuída pela investigação a três pessoas: a, então, esposa da vítima, Carolina de Oliveira Gonzaga Rabelo, que contratou Jefferson Mello dos Santos para a consumação do homicídio e Wellington Florêncio de Carvalho, convencido por Jefferson a participar do crime.
De acordo com a Polícia Civil, Ana Carolina é ex-namorada de Jefferson e o teria convencido a matar o marido para reatarem o romance, o que teria sido prontamente aceito por ele. Mas, como Jefferson se mostrou temeroso de praticar o crime sozinho, decidiu convidar o amigo Wellington e, ambos procuraram a vítima. O assassinato foi facilitado porque no momento de sua execução, Jhonny estaria embriagado, sem poder de reação. Ana Carolina foi quem avisou aos dois comparsas, o momento propício para a consumação do homicídio. Ele foi morto a facadas dentro da própria residência.
Depois do crime, os acusados continuaram a levar uma vida normal, como se não tivessem qualquer envolvimento. Mas, algumas denúncias e suspeitas foram surgindo ao longo das investigações, até que o quebra-cabeças foi montado e os acusados, finalmente, levados à presença da autoridade policial. O inquérito será, agora, remetido ao Judiciário para as providências necessárias.

Outro homicídio
Na noite de quarta-feira, 22, aconteceu o homicídio de número 84 este ano em Anápolis, segundo estatísticas da Polícia. Ele foi perpetrado em um bar no setor Cidade Universitária. A vítima foi identificada como Guilherme Mazan, residente nas proximidades. Na hora do crime o bar estava repleto de clientes e Guilherme ocupava uma das mesas.
Consta da ocorrência que um homem entrou repentinamente no recinto, já de arma em punho e começou a atirar em sua direção. A saraivada de balas atingiu, também, a um casal que se encontrava no interior do estabelecimento. Ambos foram socorridos no Hospital de Urgência que fica próximo ao referido bar. Guilherme, entretanto, recebeu vários disparos e morreu na hora. A Polícia trabalha, agora, para descobrir a autoria e a motivação do assassinato.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Secretaria de Cultura tem inscrição para ciclo de oficinas

10/01/2019

O aperfeiçoamento técnico e artístico na sétima arte é um dos focos do Anápolis Festival de Cinema (AFC). As inscriçõ...

Havan registra R$ 7 bilhões de faturamento em 2018

10/01/2019

O grupo Havan comemora os excelentes resultados obtidos em 2018. As 120 lojas (uma delas em Anápolis), juntas, somaram um fa...

Especialista dá dicas para comprar bem e economizar

10/01/2019

Para quem tem filhos, um dos maiores gastos do início do ano, sem dúvida, é o material escolar. A situação pode ficar ai...

Aprovada lei que exige identificação biométrica nos estádios em Goiás

10/01/2019

O Governador Ronaldo Caiado (DEM) sancionou sua primeira lei e a primeira do ano de 2019, no último dia 03, quinta-feira. Ap...