(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

PMDB reata casamento com o PT, em Anápolis

Política Comentários 05 de agosto de 2016

Partido do Movimento Democrático Brasileiro indicou o nome do presidente do partido, Vereador Eli Rosa, para compor chapa com o PT na vaga de Vice-Prefeito


Com o placar de 36 votos favoráveis e 01 contrário - de um total de 45 votos dos membros do partido com direito à voto - o Diretório Municipal do PMDB decidiu, na noite da última terça-feira,02, que a legenda irá caminhar com o PT nas eleições de outubro próximo. E, mais do que isso, aprovou, na mesma tacada, a indicação do presidente Eli Rosa para compor a vice na chapa liderada pelo PT, do Prefeito João Gomes (pré-candidato à reeleição), bem como a indicação de 14 partidos com os quais poderá se coligar para a eleição proporcional (Vereador).
A convenção do PMDB não teve clima de festa. Em um escritório localizado próximo à Praça Americano do Brasil, os convencionais começaram a chegar para votar a partir das 17 horas. Por volta das 20h30, a votação foi encerrada, depois de haverem sido chamados todos os votantes e suplentes.
O Vereador Eli Rosa, presidente do PMDB, cujo nome recebeu aprovação do partido para compor a vice com o PT, fez um discurso breve de agradecimento aos membros do partido e a seus familiares.
Apesar do casamento PT-PMDB em Anápolis estar em direção oposta ao caminho dos partidos em nível nacional e regional, Eli Rosa salientou que essa união, no Município, “será de grande importância”. Sobre a sua indicação, ele falou: “Precisamos assumir o papel que Deus nos dá”, disse.
Chegou-se a cogitar que o Prefeito João Gomes (PT) fosse participar da convenção, ao final da votação. Mas ele não compareceu, embora estivessem presentes alguns de seus auxiliares e membros do Partido dos Trabalhadores local. Havia, também, expectativa de que um grupo do próprio PMDB, apresentasse uma proposta diferente aos convencionais, ou seja, de coligação com o Democratas, o qual, em sua convenção, definiu a candidatura do médico e ex-Deputado estadual e Federal Pedro Canedo. Mas, isso também não aconteceu.
Em relação às eleições proporcionais, segundo o vice-presidente do PMDB, o ex-Vereador Nelson Gomes, o campo de conversações permanece em aberto até último momento das convenções. O partido apresentou 24 nomes para compor a sua chapa proporcional.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Situação fiscal do Estado provoca embate entre Caiado e Marconi

10/01/2019

A situação fiscal de Goiás tem elevado o tom do debate entre o atual Governador, Ronaldo Caiado (DEM) e o ex-Governador Ma...

Presidente da Câmara destaca as suas prioridades e desafios do cargo

10/01/2019

Eleito recentemente para presidir a Câmara Municipal, o Vereador Leandro Ribeiro (PTB), em entrevista exclusiva ao Jornal CO...

Torcida Premiada e Desestatização estão na pauta da sessão

27/12/2018

Nesta sexta-feira, a Câmara Municipal se reúne, em caráter extraordinário, para apreciar e votar quatro projetos enviados...

Caiado garante o pagamento da folha de janeiro dos servidores

27/12/2018

O governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) garantiu, durante coletiva de imprensa na quarta-feira, 26, que tomará todas as med...