(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Pesquisa revela intenções de compra do consumidor

Economia Comentários 14 de dezembro de 2012

Os brinquedos lideram a lista dos presentes que o anapolino irá presentear no Natal. Peças do vestuário também estão na preferência


A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Anápolis, acaba de divulgar o resultado da pesquisa de intenção de compras do consumidor anapolino para este Natal. O objetivo, segundo o presidente da entidade, Reinaldo Del Fiaco é oferecer uma referência para que os empresários do segmento varejista possam se posicionar em relação ao mercado
A pesquisa foi realizada com uma amostra aleatória de 400 consumidores, entrevistados em pontos do centro da cidade, onde ocorrem as maiores concentrações de venda na cidade e há um maior fluxo de pessoas de todos os bairros da cidade, no período de 30 de novembro a 02 de dezembro de 2012. A metodologia adotada para escolha total da amostra apresenta um índice de confiança de 95% e um erro amostral de 4,33%.
Segundo o levantamento, no item do questionário que trata sobre a renda familiar, observou-se que 1% dos entrevistados possui renda familiar até 01 salário mínimo (atualmente em R$622,00); 29% possui renda familiar entre 1 e 2 salários mínimos; 20% possui renda familiar entre 02 e 03 salários mínimos; 32% entre 03 e 05 salários mínimos, e 18% acima de 05 salários mínimos.
Questionados sobre a pessoa a ser presenteada, verificou-se que apenas 8% não pretendem presentear ninguém no natal deste ano. Do total de entrevistados, 28% pretende presentear os filhos; 20% presentearão o cônjuge; 6% presentearão os netos; 11% pretendem presentear o namorado(a), o mesmo percentual dos que pretendem presentear os pais. Os sobrinhos perfazem 13% das intenções e as demais categorias ficaram com 3% ou menos da preferência dos entrevistados.
Quanto ao valor gasto com presentes, a pesquisa apontou que apenas 2% dos consumidores gastarão até R$20,00 com presentes; 7% gastarão entre R$20,01 e R$50,00; 27% gastarão entre R$50,01 e R$100,00; 29% gastarão entre R$100,01 e R$200,00; 10% gastarão entre R$200,01 e R$300,00 e 25% dos consumidores gastarão mais de R$300,00 com presentes para o natal.

Brinquedos
Questionando os consumidores acerca do presente a ser comprado, verifica-se que das pessoas que pretendem presentear alguém neste natal, a maioria, 33%, presentearão com brinquedos, destacando o reinado das crianças nos lares anapolinos; 19% presentearão com itens de vestuário; 18% com calçados; 13% com eletrônicos; 4% com perfumes, 1% presentearão com outros tipos de presentes tais como cintos e bolsas, 4% preferem receber o presente em dinheiro e, 8% dos consumidores ainda não sabem o que darão de presente.
A pesquisa indicou ainda, o local de compra preferido pelos consumidores entrevistados. Do total de entrevistados, 46% pretende comprar os presentes em lojas localizadas nas ruas de Anápolis; 31% comprarão os presentes em shoppings; 18% em camelódromos; 1% pretende presentear com presentes comprados em galerias, e 4% pretende comprar o presente em outros locais, sobretudo, pela internet.
Das formas de pagamento, a pesquisa apontou a preferência de 49% dos consumidores de presentearem efetuando o pagamento em dinheiro, 42% usarão cartões de crédito, 3% recorrerão ao crediário, 5% utilizarão cartões de lojas varejistas e apenas 1% mostraram a preferência.
A preferência do consumidor foi também questionada em pesquisa. De acordo com a estatística, 19% dos consumidores preferem ganhar algum tipo de roupa no natal, 13% querem ganhar calçados, 41% desejam algum tipo de aparelho eletrônico, destacando-se celulares, TVs e aparelhos de som; 5% gostariam de ganhar uma viagem nesta data comemorativa, outros tipos de presente perfizeram 22% da preferência dos anapolinos

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...