(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Pesquisa mostra Dilma na frente seguida por Aécio e Campos

Política Comentários 19 de junho de 2014

Levantamento CNI-Ibope aponta ainda que o número de pessoas que consideram o atual governo ótimo ou bom caiu de 36% em março para 31% em junho


A quatro meses das eleições, a presidente Dilma Rousseff, do PT, lidera a pesquisa CNI-Ibope de intenção de votos. Apresentada em uma lista de prováveis candidatos, Dilma Rousseff foi escolhida por 39% dos entrevistados. Aécio Neves, do PSDB, ficou com 21%, e Eduardo Campos, do PSB, com 10%. Em quarto lugar, aparece Pastor Everaldo, do PSC, com 3%. As intenções de voto nos demais candidatos alcançaram 6%. Os votos brancos e nulos somam 13%. Outros 8% não quiseram ou não souberam responder.
As informações são da pesquisa CNI-Ibope, divulgada na quinta-feira (19) pela Confederação Nacional da Indústria. Essa é a primeira vez, em 2014, que a pesquisa CNI-Ibope traz informações sobre a intenção de voto para a Presidência da República.
Na pergunta espontânea, sem a apresentação de uma lista com os nomes dos prováveis candidatos, a presidente Dilma Rousseff também lidera as intenções de voto, com 25%. Aécio Neves tem 11% e Eduardo Campos, 4%. Lula aparece com 3% dos votos. Os votos brancos e nulos somam 16%. O percentual das pessoas que não sabem ou não responderam alcança 37%.
Na simulação de segundo turno com os dois melhores colocados na atual pesquisa, Dilma Rousseff venceria a eleição, com 43% dos votos. Aécio Neves teria 30%, e os votos brancos e nulos somariam 19%. Entre os entrevistados, 8% não quiseram ou não souberam responder.
A presidente Dilma Rousseff também venceria se enfrentasse Eduardo Campos no segundo turno. Ela teria 43% dos votos e Campos ficaria com 27%. Os brancos e nulos somariam 21%. Outros 9% não souberam ou não quiseram responder a pesquisa.
A pesquisa CNI-Ibope mostra ainda que Dilma Rousseff é a candidata mais conhecida entre os eleitores. Apenas 1% disseram que não conhecem a presidente o suficiente para poder opinar. No caso de Aécio Neves, esse percentual sobe para 20% e de Eduardo Campos vai para 25%.
No entanto, Dilma Rousseff é a candidata com o maior percentual de rejeição. Entre os entrevistados, 43% disseram não votariam na presidente de "jeito nenhum". Esse percentual cai para 32% quando o candidato é Aécio Neves e para 33% no caso de Eduardo Campos.

Popularidade
O levantamento mostra ainda que a popularidade do governo Dilma Rousseff diminuiu cinco pontos percentuais de março para junho. O número dos que consideram o governo ótimo ou bom caiu de 36% em março para 31% neste mês. O percentual dos que acham o governo ruim ou péssimo aumentou de 27% para 33%.
número de pessoas que aprova a maneira de governar da presidente caiu para 44% enquanto que o percentual dos que desaprovam aumentou para 50%. A parcela da população que confia na presidente também diminuiu de 48% em março para 41% agora.
Realizada entre 13 e 15 deste mês, com 2.002 pessoas em 142 municípios, essa edição da pesquisa CNI-Ibope foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com o Protocolo BR-00171/2014. A margem de erro da pesquisa é de 2%. (Fonte: CNI)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

19 prefeitos assinam filiação ao PSDB

18/08/2017

Os deputados estaduais Manoel de Oliveira (PSDB), Santana Gomes (PSL), Francisco Oliveira (PSDB), Charles Bento (PRTB), Gusta...

Fundo bilionário para patrocinar as campanhas

10/08/2017

Os deputados integrantes da comissão especial que analisa mudanças nas regras eleitorais (PEC 77/03) acabam de rejeitar um ...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...

Antônio Gomide admite participar de chapa majoritária em 2018

10/08/2017

A pouco mais de um ano para as eleições gerais (Presidente da República; governadores; dois senadores por estado, deputado...