(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Peça ““umnenhumcemmil” será apresentada em Anápolis

Cultura Comentários 10 de janeiro de 2014

Encenação da última parte da Trilogia Pirandello é estrelada pelo ator Cacá Carvalho


Há mais de 20 anos, o ator Cacá Carvalho está vivendo um processo de tradução de obras Luigi Pirandello para o Teatro. “umnenhumcemmil” é mais um projeto entre a Casa Laboratório para as Artes do Teatro e Fondazione Pontedera Teatro / Itália. O primeiro espetáculo foi “O Homem com a Flor na Boca”, em 1993, seguido de “A Poltrona Escura”, em 2003. Agora ele nos traz “umnenhumcemmil”, baseado no romance “Um, Nenhum e Cem Mil”, cuja adaptação foi traduzida pelo próprio Cacá Carvalho. Todos em parceria com o diretor italiano Roberto Bacci, o dramaturgo Stefano Geraci, além de outros profissionais da Fondazione Pontedera Teatro, na Itália.

Roteiro
Em “umnenhumcemmil” o personagem está à procura de sua real identidade, diferente da que encara diante dos outros, de si mesmo frente ao espelho e ainda de como as outras pessoas o veem. O enredo traz a história de Vitângelo Moscarda, o Gengé, que um dia diante de um espelho ouve de sua esposa um divertido comentário sobre o seu nariz que “cai” para a direita. Sem nunca ter notado este fato, ele começa a questionar-se dos porquês que ele nunca se enxergou como todos o enxergavam. Nesta busca de entender-se, ele decide fazer um autoexperimento que consiste na destruição da própria imagem social, convertendo-se de homem rico e bem-sucedido a um simples ajudante de limpeza numa casa de repouso construída sob seu patrocínio, onde ele se interna. Assim, o protagonista deixa de ser um e passa a ser nenhum.

Cacá Carvalho
Cacá ficou conhecido nacionalmente por dois papéis realizados em novelas e minissérie da Rede Globo. Nas novelas Torre de Babel (1998) e A Belíssima (2005), escritas por Sílvio de Abreu, ele viveu o eterno Jamanta, personagem que fez fama com o bordão “Jamanta não morreu”. Cacá também interpretou o Frei Carmelo na minissérie A Muralha, do ano 2000.


Serviço
Anápolis
Data: 10 de janeiro, às 20h.
Local: Teatro Municipal de Anápolis; Av. Brasil, 200 - Setor Central
Informações (62) 3902-1252
Valor dos ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada).
Classificação etária: 16 anos
Obs. Não é permitida a entrada no Teatro após o início do espetáculo.

Ficha Técnica
Ator: Cacá Carvalho
Direção: Roberto Bacci
Dramaturgia: Stefano Geracci e Roberto Bacci
Cenário e Figurino: Márcio Medina
Composição Musical: Ares Tavolazzi
Desenho de Luz: Fábio Retti
Tradução: Cacá Carvalho
Apoio tradução: Davide Congionte e Maria Lisomar Silva

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Cultura

Inscrições para o Salão Anapolino de Artes abrem-se em 11 de fevereiro

08/02/2019

Um dos cinco eventos do gênero mais concorridos do país e, também, o que há mais tempo é realizado na Região Centro-Oes...

Orquestra de Violeiros de Anápolis será atração em Goiânia

08/02/2019

Repertório essencialmente da cultura no Cerrado e danças típicas do folclore local são os ingredientes para uma noite esp...

Divulgada a lista dos filmes que vão concorrer no 8º Festival de Cinema

20/12/2018

Com o número recorde de 249 inscrições, a 8ª edição do Anápolis Festival de Cinema (AFC) já tem os 24 filmes selecion...

Peça enfoca obsessão por atuar e dramas existenciais

13/12/2018

Um ator obcecado pela atuação em uma peça entra em confronto com os dramas de sua existência. Esse é o ponto de partida ...