(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Passageiros reclamam de falta de bagageiros em ônibus semiurbano

Geral Comentários 01 de fevereiro de 2018

Linha Anápolis/Goiânia/Anápolis é motivo de queixas pela falta de espaço para volumes transportados


Uma postagem feita nas redes sociais do jornalista Vander Lúcio Barbosa e do Jornal CONTEXTO, trouxe à tona um problema recorrente enfrentado por muitas pessoas que utilizam a linha do transporte semiurbano Anápolis-Goiânia-Anápolis, operado pela empresa Araguarina: a falta de compartimentos nos ônibus para a acomodação de bagagens. Com isso, os passageiros que, porventura, conduzirem uma mala ou uma caixa, acabam adentrando ao veículo com os objetos e, muitas das vezes, isso cria embaraços ou, desconfortos.
Em virtude da repercussão e dos comentários trazidos às redes sociais, a redação entrou em contado com o presidente da Agência Goiana de Regulação (AGR), Ridoval Chiareloto. Ele, de antemão, disse entender o problema enfrentado pelos passageiros nestas condições, porém, observou que, do ponto de vista legal, não há a obrigatoriedade da empresa em disponibilizar, na rota do semiurbano, ônibus com bagageiro e ar condicionado (a falta desse acessório, também, é muito reclamada por usuários).
Chiareloto ressaltou que, em função das cobranças, a empresa chegou a colocar na linha um ônibus convencional com ar e bagageiro. No entanto, devido ao fato de que havia uma cobrança diferenciada na tarifa, não houve interesse por parte dos próprios usuários e, sem demanda, o convencional deixou de ser ofertado como opção aos passageiros.
No box, seguem algumas reclamações feitas por usuários sobre essa polêmica questão dos ônibus sem bagageiros que, por sinal, deve persistir já que, de imediato, não há uma solução em vista para o problema.

Internautas se manifestam nas redes sociais
A AGR é comprada pelo grupo Odilon Santos, que está falido. Com isso, nós sofremos com esses lixos que rodam na linha.
Álvaro Augusto Gomes


Essa empresa só quer levar vantagem e nada oferece aos seus usuários. Basta de tanta intolerância.
Joao Batista

É esse monopólio que faz a gente de gato e sapato, é um problema atrás do outro. Essa empresa, já que quer dominar, então que preste um serviço digno.
Cristiane Monteiro Lima

Tem que ter mesmo! Vim de Uberlândia para Goiânia. Porém, na hora de vir para Anápolis, não tinha onde por a mala. Sem contar a superlotação.
Marlene Motta


Assim quando me casei e fui morar por um tempo em Goiânia, era diferente. Tínhamos opção de viagem. Depois mudou tudo, quando veio esse projeto de colocar transporte coletivo, dizendo que estava favorecendo os passageiros. Vieram também as dificuldades em carregar bagagens, porque o ônibus não tinha bagageiro. Sendo Goiânia um local de compras em feiras, sacoleiras carregam suas bagagens no corredor do ônibus, passageiros em trânsito, e são poucas pessoas que só carregam bolsas de mão, mochilas, e daí, a superlotação de gente e de bagagens. Falo com conhecimento de causa, pois sofri muito por um tempo viajando pra lá e pra cá, sem nenhum conforto.
Neusa Santos

Autor(a): Claudius Brito

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Cartões do Renda Cidadã estão no radar do MPF

20/04/2018

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO), por meio de sua Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), instaurou, na últi...

Memorial resgata parte da história do classismo e da economia local

20/04/2018

Um acontecimento casual levou à descoberta de um acervo importante para o resgate da história da Associação Comercial e I...

Mãe se diz punida, apenas, pelo seu inconformismo

20/04/2018

Desde a morte do filho, Paulo Gabriel Lopes Tonetto, ocorrida em novembro de 2014, quando o mesmo contava, então, com 24 ano...

PRF se engaja em campanha “Eu sou do bem, Eu sou de Deus”

20/04/2018

Na manhã da última quarta-feira, 18, mais um passo importante foi dado para tornar nacionalmente difundida a campanha “Eu...