(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Partidos definem os nomes para Prefeitura e Câmara

Política Comentários 01 de julho de 2012

Antigos rivais em pleitos anteriores, o PMDB e o PT estarão no mesmo palanque na eleição deste ano. Decisão tomada pelos convencionais do Partido foi unânime e deve refletir em 2014


Por ampla maioria dos votos dos convencionais, o PMDB decidiu, na noite da última quarta-feira, 28, que o partido irá marchar com o PT nas eleições deste ano em Anápolis. A convenção, realizada no espaço Reny Noivas, na Praça Dom Emanuel, teve a presença de lideranças políticas de outros partidos como o PPS, o PTB e o PT, inclusive, com a participação do Prefeito Antônio Gomide, que, no sábado, 30, deverá ser aclamado como candidato à reeleição.
A convenção do PMDB teve três opções de votos aos delegados. A primeira opção era se o partido teria candidatura própria a Prefeito e Vice-Prefeito. A segunda opção, colocada em votação, foi sobre a coligação com o PT, independentemente de indicação do candidato a vice. E, finalmente, a terceira opção para votação foi referente à homologação da chapa de vereadores. Foram contabilizados votos de 40 delegados.
Ao final da votação, os convencionais decidiram por 35 contra 5 que o Partido não terá candidatura própria. Por unanimidade, ou seja, com 40 votos favoráveis, foi aprovada a aliança com o PT na eleição majoritária. E, com placar de 39 a 1, foram homologados os nomes para a chapa de vereadores.
Durante a realização da convenção, várias lideranças do partido usaram a palavra para exaltar a importância da coligação com o PT. O médico Max Lânio Gonzaga Jaime destacou que, depois de um longo período de indefinições, finalmente o partido “de forma serena conseguiu chegar a um bom termo”, disse, acrescentando que a decisão colocou um ponto final na disputa interna que estava em curso. O presidente do Diretório Municipal, Air Ganzarolli, comemorou o resultado, ressaltando que ele demonstra que o PMDB saiu fortalecido.
Antes mesmo do resultado final da convenção, ao fazer uso da palavra, o pré-candidato do PT, Antônio Gomide, parabenizou o PMDB pela decisão. “Vocês não sabem a importância desse gesto que estão dando”, sublinhou, lembrando que na eleição passada o PMDB foi adversário no primeiro e no segundo turno, “mas agora estamos alinhados, como já estamos em nível nacional e podendo fazer aquilo que já poderíamos estar fazendo juntos há muito tempo. Nossos adversários, em nível regional e nacional são o PSDB e o DEM. Precisamos fazer política com quem está ao nosso lado”, enfatizou. Gomide salientou que a vinda do PMDB para a aliança não será apenas política, mas também pragmática. Ou seja, o partido “terá voz e vez” no novo governo, em caso de vitória.
O presidente do Diretório Municipal do PT, Antônio Júlio disse que o PT está de braços abertos para receber o PMDB. “Nós precisamos do PMDB, porque é um partido forte, que tem militância e idealismo. Temos um projeto pela frente e um inimigo comum, cuja primeira letra é Marconi”, disparou.
A decisão tomada pelo PMDB é histórica, já que historicamente, sempre o partido tem participado dos pleitos majoritários em Anápolis, com candidatura própria. Essa realidade começou a mudar com a saída do casal Adhemar Santillo e Onaide, que migrou para o PTC, depois de descontentamentos decorrentes da eleição de 2010 para o Governo do Estado.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Nova estrutura administrativa entra na pauta de sessão extra na Câmara

17/01/2019

Nesta sexta-feira, 18, a Câmara Municipal se reúne em sessão extraordinária, para a apreciação de 10 projetos que trami...

Mudanças na equipe no início da segunda metade do governo

17/01/2019

Na segunda parte de seu mandato, o Prefeito Roberto Naves está promovendo uma série de mudanças na estrutura da máquina a...

Núcleo de assessoria é a principal novidade da Reforma Administrativa

17/01/2019

Uma das principais mudanças na estrutura da Administração Municipal, a criação de um núcleo composto por seis assessori...

Situação fiscal do Estado provoca embate entre Caiado e Marconi

10/01/2019

A situação fiscal de Goiás tem elevado o tom do debate entre o atual Governador, Ronaldo Caiado (DEM) e o ex-Governador Ma...