(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Partido abre processo seletivo para escolher candidatos

Política Comentários 28 de setembro de 2017

O Partido Novo abriu inscrições para candidatos a deputado federal e senador em 18 estados e no DF


Uma prática não muito comum entre as agremiações políticas do País, o partido Novo abre seu segundo processo seletivo, com vistas a escolher, em 18 estados e no Distrito Federal, candidatos que vão disputar os cargos de Deputado Federal e Senador. As inscrições começaram na última sexta-feira, 15/09 e vão até 22 de outubro. São quatro etapas que os participantes realizarão.
A primeira é totalmente online pelo www.novo.org.br e conta com uma prova e envio do currículo profissional e de um vídeo pessoal em que o postulante apresenta os motivos que levaram a sua inscrição no processo seletivo.
A segunda etapa do processo, que ocorre de 16 de novembro a 15 de dezembro, contará com as entrevistas pessoais dos candidatos que chegarem nesta fase. A terceira fase, entre 13 de janeiro e 23 de fevereiro de 2018, consistirá em tarefas e atividades práticas. E a última, entre 5 e 24 de março, contará com treinamentos e respectiva avaliação em temas da política correspondente.
A busca por novas pessoas ocorre em Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo, Santa Catarina e Sergipe.
“A população brasileira demanda renovação por todo o país. O NOVO, sensível a esta necessidade, expandiu sua presença nestes 19 estados e distrito federal, atingindo mais de 670 cidades. O processo seletivo é a oportunidade para novos entrantes, mulheres e homens, que desejam mudar o cenário atual”, afirmou o presidente nacional do partido, Moisés Jardim.
O objetivo deste segundo processo seletivo é ampliar a participação popular e reforçar a convocação para as mulheres se engajarem na política. ”A política precisa da renovação e a participação das mulheres é essencial nesse processo. Uma política nova, meritocrática e guiada por objetivos passa necessariamente pela participação feminina. Os eleitores precisam de melhores opções em 2018”, disse Jardim.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Nova estrutura administrativa entra na pauta de sessão extra na Câmara

17/01/2019

Nesta sexta-feira, 18, a Câmara Municipal se reúne em sessão extraordinária, para a apreciação de 10 projetos que trami...

Mudanças na equipe no início da segunda metade do governo

17/01/2019

Na segunda parte de seu mandato, o Prefeito Roberto Naves está promovendo uma série de mudanças na estrutura da máquina a...

Núcleo de assessoria é a principal novidade da Reforma Administrativa

17/01/2019

Uma das principais mudanças na estrutura da Administração Municipal, a criação de um núcleo composto por seis assessori...

Situação fiscal do Estado provoca embate entre Caiado e Marconi

10/01/2019

A situação fiscal de Goiás tem elevado o tom do debate entre o atual Governador, Ronaldo Caiado (DEM) e o ex-Governador Ma...