(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Participação de Anápolis no Governo é debatida com 'supersecretário'

Política Comentários 20 de dezembro de 2014

Antes de se reunir com lideranças do Fórum Empresarial de Anápolis, na última quarta-feira, 18, na sede da Associação Comercial e Industrial, o Vice-Governador José Éliton falou sobre os desafios que deverá enfrentar, a partir do ano que vem, à frente da supersecretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação


Qual o objetivo dessa reunião com as lideranças classistas de Anápolis?

José Éliton - Quando o Governador Marconi Perillo me fez o convite para assumir a Pasta de Desenvolvimento Econômico, que agrupa as áreas de agricultura e irrigação, ciência e tecnologia e desenvolvimento regional, o fez com o objetivo de que Goiás continue como referência na área econômica e Anápolis é, sem dúvida, uma das cidades mais relevantes do ponto de vista de produção, já tendo um polo industrial consolidado. Então, nós estamos aqui dando atenção especial para o Município. Fiz questão de vir pessoalmente e é a primeira cidade que visito, oficialmente, após a indicação do Governador para esta importante missão.

Uma das cobranças do setor produtivo anapolino, é com relação à implantação do DAIA 2, Já há alguma definição quanto a este projeto?

José Éliton - Este é um objetivo nosso e o Governador Marconi Perillo colocou como prioridade para a Pasta. Nós sabemos que tem muitas empresas querendo se estabelecer em Anápolis e há uma carência de áreas para atender a essa demanda. Portanto, este será um foco na promoção do desenvolvimento de Goiás. Recentemente, o Governador esteve reunido com o Prefeito de Anápolis (João Gomes) para tratar, especificamente, desse tema. Nós vamos nos debruçar em cima do projeto para que possamos, no menor espaço de tempo possível, implementar este novo parque industrial aqui na Cidade.

O Governador sinalizou que Anápolis poderá ser contemplada com a superintendência de Indústria e Comércio. Mas, há um movimento, dentro do empresariado, que defende o comando da Goiasindustrial. Como o senhor tem acompanhado essa questão?

José Éliton - O Governador Marconi Perillo tem uma admiração profunda por Anápolis, sabe muito bem da importância da Cidade no contexto político e econômico. Agora, é necessário dizer que Anápolis está sendo contemplada com cargos importantes que são ligados ao primeiro escalão. Ele já anunciou o convite feito ao (Willian) Bill O’Dwyer para comandar toda a parte de comércio exterior do Estado de Goiás. Foi constituída uma superintendência executiva de Comércio Exterior, com status de secretaria de Estado, que deverá ser ocupada por um representante legitimamente anapolino e que terá um papel importante para a atração de indústrias, no cenário internacional. E, obviamente, ele irá canalizar investimentos para Anápolis e para Goiás como um todo. O Governador, também, sinalizou que outra Pasta importante deverá ficar com Anápolis, que é a superintendência de Indústria e Comércio, que irá definir as políticas públicas relativas à industrialização do Estado. Portanto, Anápolis estará ocupando duas posições relevantes e isso demonstra o carinho e o respeito que o Governador Marconi Perillo tem para com esta Cidade.
O senhor está assumido uma Pasta pesada, inclusive, chamada de supersecretaria. Que desafios espera encontrar, após o dia 1º de janeiro?

José Éliton - Nós temos números na economia goiana que são extremamente relevantes. Temos a meta já estabelecida de avançar no processo de industrialização no Estado. Hoje, na formação do Produto Interno Bruto (PIB), a indústria já tem uma participação significativa, na ordem de 27 a 30%; serviços e comércio também com participações relevantes e a produção primária nós temos cerca de 37%. Então, temos que avançar na manufatura de nossos produtos, para agregar valor e, também, melhorar o desempenho da nossa balança comercial com o aumento das exportações para os diversos países do mundo e, ainda, ampliar as vendas no mercado interno. Nós queremos consolidar um polo forte de ciência e tecnologia aqui em Goiás, e Anápolis faz parte desse projeto. Temos aqui, por exemplo, investimentos de R$ 15 milhões do FunMineral para contribuir na consolidação do Parque Tecnológico. Vamos construir uma estrutura voltada para o polo farmoquímico. Na parte da pecuária e da agricultura, temos a intenção de fortalecer a extensão agrícola, que é fundamental ao desenvolvimento do setor. Precisamos também, avançar nas questões relativas à sanidade da produção animal, porque esse controle abre as porta para a exportação dos produtos. Hoje Goiás já é considerado um grande exportador de proteínas animais para várias partes do mundo. E, vamos, também, desenvolver políticas públicas que visem promover o equilíbrio regional. Não é possível que o Estado tenha bolsões de riqueza e bolsões de pobreza. É preciso que tenhamos um crescimento mais harmônico. Portanto, queremos dar às políticas de desenvolvimento econômico em Goiás, um referencial para o Brasil. Vamos, desta forma, dar continuidade a um trabalho muito bom que foi desenvolvido pelo Bill O´Dwyer e pelo Alexandre Baldy.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Câmara homenageia professores com a outorga de comendas

20/10/2017

A Câmara Municipa, realizou, na última terça-feira,17, no Teatro São Francisco, sessão solene para a outorga da Comenda ...

Justiça faz trocar armas com defeito

20/10/2017

O juiz de direito da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Ricardo Prata, acatou ação impetrada pelo Governo de Goiás e d...

Governo faz homenagem a jovens com a comenda

20/10/2017

A ação transformadora da juventude e a reafirmação das liberdades democráticas foram destacadas pelo governador Marconi ...

Baldy relata projeto de fiscalização em insntituições financeiras

19/10/2017

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira (18), o projeto de lei que aumenta o poder de Banco Central do B...