(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Parque Tecnológico terá incentivos fiscais

Economia Comentários 12 de julho de 2013

Benefícios serão oficializados dia 16 pelo Governo do Estado e, no dia 19, haverá o lançamento do projeto em Anápolis


A Secretaria de Ciência e Tecnologia (Sectec) confirmou para o próximo dia 16, a solenidade para o anúncio dos incentivos estaduais para Parques Tecnológicos. O evento será realizado no 10º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, e deverá contar com a presença do Governador Marconi Perillo. No dia 19, acontecerá o lançamento do projeto, às 10 horas, no Teatro Municipal, em Anápolis, como parte da programação do aniversário dos 106 anos de emancipação do Município.
O titular da Sectec, Mauro Faiad, informou ao CONTEXTO, na última quarta-feira, 10, que o Parque Tecnológico de Anápolis é o primeiro credenciado pelo Programa Goiano de Parques Tecnológicos (PGTec). Portanto, os investidores privados gozarão dos incentivos fiscais oferecidos pelo Governo.
De acordo com Mauro Faiad, o Parque Tecnológico de Anápolis será o primeiro do Centro-Oeste e deverá servir de modelo para outras iniciativas em Goiás. Conforme disse, o projeto está sendo viabilizado graças à parceria entre o Governo, a Prefeitura de Anápolis e a iniciativa privada. O secretário explicou que o processo para a seleção das empresas com perfil inovador que serão abrigadas no Parque Tecnológico deverá ser feito por um grupo gestor juntamente com a Fundação para Pesquisa e Desenvolvimento da Administração, Contabilidade e Economia - Fundace, ligada à Universidade de São Paulo (USP).
O Parque Tecnológico será implantado numa área de cerca de 100 alqueires localizada próxima ao Distrito Agro Industrial de Anápolis (DAIA). Essa área era pertencente à zona rural e foi, recentemente, inserida no perímetro urbano através de projeto do Poder Executivo, já aprovado pela Câmara Municipal, sancionado e publicado no Diário Oficial. O projeto prevê, na etapa inicial, um centro administrativo, um centro empresarial e uma unidade de pesquisa e incubadora de empresas. Os investidores estimam atrair cerca de R$ 1 bilhão em investimentos e gerar cerca de 10 mil empregos, quando o complexo estiver plenamente consolidado.
O Consórcio ML4/Fundace, gestor do projeto, durante a realização de uma audiência pública na Câmara Municipal, informou que o conceito de parque tecnológico surgiu nos Estados Unidos, na região do Silício, que hoje abriga empresas como o Google e a Microsoft. Atualmente, ainda de acordo com as informações do consórcio, os EUA têm mais de 120 parques implantados; o Japão 111; a China 100; a França 52 e a Espanha 47. No Brasil, são 74 iniciativas, sendo 32 ainda em projetos; 17 em fase de implantação e 25 em operação.
O objetivo do Parque Tecnológico é atrair empresas que agregam tecnologia e inovação, para fortalecer a cadeia produtiva de diversos setores da economia e gerar empregos de alto desempenho. E, também, prover soluções inovadoras para o setor de agronegócios, que é forte no Estado.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...