(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Parque não fica pronto em julho

Cidade Comentários 12 de junho de 2010

Serviço de drenagem está sendo feito para evitar a contaminação dos lagos formados no local. Em contrapartida, no mês de julho será entregue o Parque da Matinha


O Parque Ambiental do Ipiranga não deve ficar pronto até o final de julho, para ser entregue à comunidade durante as comemorações dos 103 anos de emancipação de Anápolis. O Diretor de Meio Ambiente, Luiz Henrique da Fonseca, ressalta que, embora o ritmo dos trabalhos seja acelerado, houve um contratempo na execução dos serviços.
Segundo explicou, é necessário fazer todo o manilhamento ao redor da área, para se evitar que as águas da chuva se misturem com os lençóis dos lagos formados no interior do Parque. De modo que, como se trata de uma obra grande, vai se exigir um tempo maior. No entanto, disse ele, a preocupação maior não é em entregar a obra, apenas. “Mas teremos uma obra de qualidade”, disse o Diretor. O prefeito Antônio Gomide, também questionado a respeito, assinala que não há nenhuma frustração. O entendimento é que tudo seja feito da melhor forma possível para que a população tenha um espaço de excelência para o lazer.
Quem passa pelo local pode constatar a presença de homens e máquinas trabalhando o dia todo, inclusive, nos feriados. Apesar do ritmo intenso, há muito que se fazer, devido, também, à grande extensão da área do parque. Mas já dá para se ter uma idéia de como o local vai ficar. As famílias que moram próximo à obra, apesar do barulho, da lama e da poeira, não têm muito do que reclamar, já que, depois de pronto o parque, certamente, vai ocorrer uma valorização imobiliária naquela região. Inclusive, há poucos imóveis com placa de venda. Afinal, o parque deverá se tornar um dos principais cartões postais de Anápolis.

Áreas verdes
No começo da semana, o prefeito Antônio Gomide inaugurou o Parque “José Crispim Ramos”, no setor Cidade Jardim. A mata que fica nas proximidades da Estação Rodoviária, foi cercada, o espaço ganhou iluminação especial, pista para caminhada e equipamentos para a prática de exercícios físicos.
“Transformamos esse local que estava sendo depredado em um espaço de lazer para toda comunidade e ainda estamos preservando a área verde que é muito importante para a cidade”, comemorou o Chefe do Executivo que, ao lado do Diretor do Meio Ambiente, informou que mais 10 áreas localizadas em diferentes regiões da Cidade, vão receber tratamento semelhante, ou seja: serão cercadas, urbanizadas e dotadas de equipamentos para o lazer da comunidade. Antônio Gomide adiantou, também, que no mês de julho, o Parque “Antônio Marmo Canedo”, mais conhecido como Parque da Matinha, que está sendo totalmente recuperado e reestruturado, será entregue novamente à comunidade. “Era um local que estava abandonado e que, agora, vamos resgatar para a sociedade”, pontuou.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Cidade

Painel das Profissões traça raios-x sobre o mercado de trabalho

16/02/2018

O Instituto Mauro Borges, ligado à Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento, disponibiliza uma ferramenta importante p...

Programa tem período de inscrições abertas até o dia 20

16/02/2018

A Secretaria Municipal de Cultura está com inscrições do Bolsa Cultura para preenchimento de vagas no Corpo de Baile do Te...

Cemitério terá lápides nas sepulturas e área de jardins

15/02/2018

O Cemitério Parque terá novo formato em breve, com jardim e pequenas lápides ao nível do solo. O trabalho, realizado pela...

Novo presídio de Anápolis vai ser, finalmente, inaugurado nesta sexta

15/02/2018

O Governo de Goiás, por meio da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), inaugura nesta sexta-feira, 16, à...