(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Parque industrial goiano vai receber novos investimentos

Geral Comentários 16 de novembro de 2018

Programa de incentivos do Estado autorizou mais 14 projetos em diferentes áreas econômicas. Nenhum para Anápolis


Com benefícios do Programa Produzir, da Secretaria de Desenvolvimento, aprovados na última terça-feira, dia 13, mais 14 empresas devem se instalar ou, ampliarem suas atividades em Goiás. O Conselho Deliberativo aprovou investimentos fixos de R$ 32,82 milhões. A criação de 322 novos empregos diretos que serão gerados a partir da instalação/ampliação das novas empresas nos municípios de Goiânia; Itumbiara; Bela Vista de Goiás; Rio Verde; Itaberaí; Aparecida de Goiânia; Firminópolis; Mozarlândia; Inhumas; Barro Alto, Goiatuba e Senador Canedo. Soma-se o número praticamente triplicado de empregos indiretos nos municípios e regiões onde as indústrias estão inseridas.
Na reunião, foram aprovados grandes investimentos, como o da mineradora Bautek Minerais, em Barro Alto, cujo valor fixo é de R$ 11,79 milhões, para a instalação de uma unidade de beneficiamento de minério de alumínio, com geração de 30 empregos diretos.
A empresa JBS vai investir R$ 2,74 milhões na expansão da planta de Mozarlândia, cuja atividade frigorífica e de abate de bovinos acumula a industrialização, distribuição e comercialização, não apenas, dos produtos in natura, mas também de alimentos industrializados derivados da carne de gado bovino. Vai abrir 160 novas vagas de empregos diretos, além dos indiretos decorrentes.
A reunião foi presidida pelo superintendente Executivo de Indústria e Comércio da SED, Luiz Medeiros Pinto. Ele comemorou os “resultados do trabalho feito pelo Governo de Goiás ao longo dos últimos anos, que continua rendendo frutos agregadores de valor para a economia e o crescimento do Estado. Prova disso é a confiança depositada no Estado por empresas de peso como as que aprovamos hoje, cujos aportes somam-se às importantes conquistas feitas por Goiás”.
Embora tenha o distrito industrial considerado o mais completo da região (DAIA), Anápolis, mais uma vez, ficou de fora. Grupos empresariais continuam preferindo outros municípios para a implantação de seus negócios.


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Geral

Palestra para adolescentes que cometeram delitos

07/12/2018

Ressignificação. A palavra que representa dar um novo sentido à vida foi a mais repetida no 1º Ciclo de Palestras Socioed...

CAPS Crescer vai emitir Carteira do Autista

07/12/2018

O CAPSi Crescer Anápolis soma às suas atividades regulares do dia 18 de dezembro, a emissão da Carteira de Identificação...

V Curso de primeiros socorros para os acadêmicos e alunos da UniATI

07/12/2018

“O tempo e a habilidade do socorrista é crucial no atendimento. Nossa missão é replicar conhecimento. Essa iniciativa é...

Trajetórias de vidas depois de passados 80 anos

07/12/2018

“Acima dos 80, rumo à velocidade da luz”. Este é o título do livro produzido pelo empresário anapolino Célio de Oliv...