(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Parque da Cidade será restaurado com variadas espécies do Cerrado

Ecologia Comentários 27 de setembro de 2018

Obra será tocada pela VALEC, para regenerar a área afetada pela construção da Ferrovia Norte Sul


O Parque da Cidade, uma grande área ambiental com 815 hectares situado na área urbana de Anápolis, com entrada pela Avenida Brasil Sul, vai ser totalmente reflorestado, com diversificadas espécies de flores, frutos e castanhas do cerrado e passará a ser denominado de Memorial Vivo do Cerrado. O anúncio foi feito pelo diretor de Meio Ambiente da Prefeitura de Anápolis, Antônio El Zayek revelando que este projeto faz parte do compromisso de compensação ambiental assinado pela VALEC para a regeneração de toda a área que foi afetada com a construção da Ferrovia Norte Sul.
Em fase de elaboração, o projeto de reflorestamento do Parque da Cidade está sendo feito com o acompanhamento de técnicos do Projeto Pró-Água, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Habitação e Planejamento Urbano. A elaboração do projeto deverá ser concluída até o final de outubro e, o plantio de mudas, iniciado em seguida, com previsão de ser concluído até o final de janeiro de 2019. Antônio El Zayek contou que ao analisar o projeto de compensação ambiental, constatou que ainda faltava o reflorestamento do Parque. Trilhas e bosques
Ele contou, também, que o projeto prevê a criação de trilhas nas áreas reflorestadas, para que a população possa conhecer a diversidade biológica do cerrado e a riqueza de suas flores, frutos e castanhas. “O Parque terá bosques de pequi, cagaita, cajus, barus e outras espécies do cerrado, um dos biomas de maior diversidade do mundo e que precisa ser preservado e estudado”, acrescentou Antônio El Zaiek. A empresa ficará, também, responsável por plantar e cuidar de todo o parque pelo período de três anos. Depois disso, o diretor defende que o Parque seja administrado por uma ONG ambiental.
O diretor revelou que a área do Parque será transformada em local de educação ambiental para a população, especialmente para estudantes, que poderão visitá-lo em grupos e conhecer a biodiversidade do cerrado. Segundo ele, os bosques de plantas do cerrado têm como inspiração o sitio Burle Max, uma área no Rio de Janeiro onde o paisagista conseguiu reunir uma das mais importantes coleções de plantas tropicais e subtropicais com mais de 3.500 espécies.
Antônio El Zayek reconhece que o Parque da Cidade é hoje o que qualifica de “ambiente sofrido pela ação humana” com pequenas manchas remanescentes do cerrado empobrecidas, invadidas por gramas africanas, mas entende que essa área deverá ser recuperada com o projeto de reflorestar. E, acredita que em 2019 o projeto será concluído, oferecendo à população a aos estudantes um local de visitação.
“Será um local onde a comunidade poderá presenciar, cheirar e provar especiarias e frutas típicas do que vem se perdendo no tempo, mas que precisam ser reavivados na memória dos que conheceram e que também se faz necessário que sejam apresentados às novas gerações e aos que amam e lutam pela preservação ambiental”, concluiu Antônio El Zayek. Após a conclusão do reflorestamento do Parque da Cidade o próximo projeto será a revitalização das margens do Ribeirão Antas.

Autor(a): Ferreira Cunha

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Ecologia

Em Anápolis, o lixo vira canteiro de flores e o meio ambiente agradece

02/11/2018

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Habitação e Planejamento Urbano, promove ação que transforma resíduos orgânico...

Parque da Cidade será restaurado com variadas espécies do Cerrado

27/09/2018

O Parque da Cidade, uma grande área ambiental com 815 hectares situado na área urbana de Anápolis, com entrada pela Avenid...

31/12/1969

...

31/12/1969

...