(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Ovos de páscoa e pescados têm altas variações de preço

Geral Comentários 24 de maro de 2016

Consumidor pode obter vantagem ao fazer pesquisa, uma vez que as variações são grandes e a diferença faz, de fato, a diferença no orçamento doméstico


A Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor (PROCON) divulgou o resultado das pesquisas de preços dos ovos de páscoa e dos pescados. O levantamento, mais uma vez, confirma que o consumidor pode conseguir uma boa economia comparando as melhores opções de compras. A íntegra das pesquisas pode ser conferida no site da Prefeitura: www.anapolis.go.gov.br
Em relação aos pescados, a pesquisa, denominada “Ação Quaresma”, levantou os preços de 20 produtos em sete peixarias e o mesmo número de supermercados da Cidade. Todos os produtos nestes estabelecimentos apresentaram variações positivas, na comparação entre o menor e o maior preço.
Nas peixarias, as maiores variações de preços (por quilo do produto) foram do Lambari, encontrado ao menor preço por R$ 12,00 e o maior preço por R$ 24,00, portanto, 100% de variação. E no Camarão Rosa “M”, encontrado ao menor preço por R$ 28,00 e o maior preço por R$ R$ 54,00, diferença de 92,9%. Os produtos que tiveram menor variação foram a Piramutaba, encontrada ao menor preço por R$ 12,00 e ao maior preço por R$ 14,00, diferença de 16,7% e a Caranha, cotada ao menor preço por R$ 11,90 e ao maior preço por R$ 14,00, diferença de 17,6%. As peixarias pesquisadas foram: Atacadão; Ronaldão; JH Oliveira; Camarão & Cia; Araguaia, Novilho de Ouro e Nova Peixaria.
Nos supermercados a “Ação Quaresma” encontrou variação de preço de 141,7%, na cotação do quilo da Caranha, cotada ao menor preço por R$ 12,99 e ao maior preço por R$ 31,40. O preço do Filé de Merlusa teve, também, uma variação alta: 83,8%, sendo cotado ao menor preço por R$ 14,09 e ao maior preço por R$ 25,90. As menores variações encontradas foram do Tucunaré, cotado ao menor preço por R$ 19,89 e ao maior preço por R$ 21,29, diferença de 7,0% e do Lambari, cotado ao menor preço por R$ 23,99 e ao maior preço por R$ 27,99, diferença de 16,7%. Os supermercados pesquisados foram: SuperVi; Floresta; Pérola; Rio Vermelho; HiperVip, Carrefour e Bretas.

Ovos de páscoa
A pesquisa do PROCON apurou, também, os preços dos ovos de Páscoa e caixas de bombom. Foram consultados 13 produtos de três marcas diferentes: Garoto, Lacta e Nestlé.
Este ano, a maior variação de preço foi encontrada no ovo de páscoa Laka (196G), da marca Lacta, encontrado ao menor preço por R$ 20,89 e ao maior preço por R$ 36,99, diferença de 77,07% e o Lacta ao Leite (196g), encontrado ao menor preço por R$ 19,69 e ao maior preço por R$ 27,40, diferença de 24,19%. A caixa de bombom Garoto (300g) registrou variação de 39,76%, sendo que o menor preço apurado foi de 6,60 e o maior de R$ 9,35.
A pesquisa, também, levantou as variações nas pesquisas de preço de ovos de Páscoa de 2015 e 2016. Nesta comparação, a maior variação foi de 29,9% encontrada no preço do produto Carros com Brinquedo (150g) da marca Nestlé que, no ano passado, foi cotado ao preço médio de R$ 28,60 e, este ano, ao preço médio de R$ 37,14.
Os supermercados pesquisados foram: Pérola; ViperVip; SuperVi; Rio Vermelho; Floresta; Americanas, Carrefour e Bretas.

Alerta
O departamento de Fiscalização do PROCON alerta que, em relação aos ovos de chocolate, as empresas fabricantes diminuíram a gramatura desses produtos e, mesmo assim, o preço foi elevado. “Muitos itens não puderam ser comparados aos produtos do ano passado, pois mudaram suas características, a exemplo dos brindes que acompanham os ovos”, disse Pedro Bernardes, integrante da equipe de fiscalização.
Em relação aos pescados, alguns itens como o camarão e a sardinha foram encontrados com variação maior de preço, pois não existe um padrão tanto nas peixarias quanto nos supermercados sobre seus tamanhos. “O que para um seria um camarão de tamanho M para outro é G. Porém, os dados foram anotados de acordo com as informações repassados aos consumidores”, observou o fiscal do consumidor.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Prefeitura quer novas regras para a exploração do serviço funerário

27/04/2017

A Prefeitura de Anápolis vai criar novas regras para a exploração do serviço funerário. As atuais são consideradas obso...

Membros do Conselho da Juventude empossados em concorrida solenidade

27/04/2017

Aconteceu na manhã da última terça-feira, 25, no miniauditório da Prefeitura de Anápolis, a posse dos membros do Conselh...

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....