(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Outra do João

Boa Prosa Comentários 01 de julho de 2010

O empresário aposentado João Rodrigues de Queiroz, fundador da TCA, contou a esta coluna, na semana passada, com o testemunho de seu filho, Victor Hugo de Queiroz, a seguinte história: Tinha um time de futebol em Anápolis, formado por jovens da época, cujo goleiro se chamava Nilson, apelidado de “Nilson Capeta”.


O empresário aposentado João Rodrigues de Queiroz, fundador da TCA, contou a esta coluna, na semana passada, com o testemunho de seu filho, Victor Hugo de Queiroz, a seguinte história: Tinha um time de futebol em Anápolis, formado por jovens da época, cujo goleiro se chamava Nilson, apelidado de “Nilson Capeta”. Mas, toda vez que havia jogo, era preciso pedir à mãe do Nilson, de nome Tereza, para que ela permitisse que o filho fosse jogar. Determinado dia, conta João Queiroz, o grupo foi à casa de “Nilson Capeta” falar com a mãe dele. Mas, a mulher estava mal-humorada e negou-se a deixar o filho sair com a turma. Foi quando o próprio Nilson disse: “Ora, mãe, se eu não for jogar, o pessoal não me dá dinheiro, e, aí, a gente não pode comprar as coisas aqui pra casa”.
Dona Tereza, muito brava, encarou a turma, colocou um dos pés em um banco e, para a surpresa de todos, apontou para as partes íntimas e teria dito: “E quem falou que eu preciso de dinheiro de time de futebol para viver? Segundo João Queiroz, saiu gente correndo pra todo lado. E, naquele dia, “Nilson Capeta” não foi jogar.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Boa Prosa